sexta-feira, 16 de março de 2012

Depois do Musical a BD


No Sporting, depois do Musical vem aí a Banda Desenhada: 

"A Lebre e a Tartaruga: 
 Quando quiseram já não nos apanharam"




Na Luz a 27 de Março



Qual era a vontade de Jesus? 

 «Seja feita a vossa vontade», ...



Champions: sorteio hoje a partir das 10h45




Será um sorteio puro, com o cruzamento para as meias-finais a ficar logo definido

Real Madrid

Oito jogos, sete vitórias e um empate (em Moscovo). Eis o saldo do Real Madrid na Liga dos Campeões. Na primeira fase, ficou à frente de Lyon, Ajax e Dínamo Zagreb. Nos «oitavos» bateu o CSKA Moscovo. É líder em Espanha e já não perde desde 18 de janeiro. Nada mais a dizer, o resto, todo o mundo sabe. Pelo menos, quem habita neste. Se defrontar o Benfica, reedita-se a final de há 50 anos.

Barcelona

O outro colosso espanhol, campeão em título e com o melhor marcador da prova: Lionel Messi. O Barça é segundo em Espanha, mas na Champions tem um registo semelhante ao Real Madrid. Em oito jogos, só não venceu um: empatou com o Milan, em Camp Nou. Nos oitavos de final ultrapassou o Bayer Leverkusen. Tem 30 golos nesta edição da prova. Ninguém marca mais. E depois, claro, há Messi, o primeiro jogador a apontar cinco golos num só jogo da Champions. Em termos históricos, há uma curiosidade: sempre que Benfica e Barça se defrontaram na prova, um deles sagrou-se campeão.

Bayern Munique

O segundo lugar na Bundesliga pode disfarçar um pouco, mas, na verdade, os alemães estão na Europa em força total. Nos últimos dois jogos, em todas as provas, apontaram 14 golos, o que diz bem do poder de fogo dos bávaros. Calharam num grupo complicado, com o milionário Manchester City, o difícil Nápoles e o imprevisível Villarreal. Venceram o grupo e depois trucidaram o Basileia nos oitavos de final com a eliminatória a acabar em 7-1 para os alemães. Mario Gomez é o segundo melhor marcador da prova, com dez golos, apenas atrás de Messi. Em suma, o Bayern está de ataque na Champions e, diz a história, é a segunda equipa na UEFA com mais golos apontados ao Benfica: 16.

Milan

O Benfica nunca venceu o Milan em jogos oficiais. Só por aí, anteveem-se dificuldades caso os «rossoneri» saiam aos portugueses. Os italianos são também a única equipa a vencer duas vezes o Benfica na final da prova: em 1962/63 e 1989/90. Na Serie A, são líderes e na Champions foram segundos no grupo atrás de Barcelona e à frente de Viktoria Plzen e BATE Borisov. Nos oitavos de final, golearam o Arsenal em San Siro, mas viram-se aflitos em Londres. Podem ser italianos, mas têm o quarto melhor ataque do torneio.

Marselha
Outro velho conhecido do Benfica. A meia-final de 1989/90 ficará para sempre como a «Mão de Vata». Memórias recordadas em 2009/10, quando na Liga Europa os encarnados voltaram a eliminar o Marselha. O nono lugar na Ligue 1 pode indicar uma época aquém, mas o OM mostrou que é um sobrevivente. Chega aos quartos de final com golos nos descontos: primeiro, na fase de grupos, com o Dortmund, na última jornada; depois, no Giuseppe Meazza, frente ao Inter. Na Champions, marca e sofre pouco.

APOEL
A viver um conto de fadas na Liga dos Campeões, a equipa de Chipre é o adversário mais apetitoso do sorteio. Para chegar aqui, passou por toda a fase de qualificação: para trás deixou Skënderbeu Korçë (Albânia), Slovan Bratislava (Eslováquia) e Wisla Cracóvia (Polónia). Claramente o menos favorito num grupo com FC Porto, Shakhtar Donetsk e Zenit. Chocou a Europa também por eliminar o Lyon nos oitavos de final. No campeonato, está no terceiro lugar a dois pontos do líder.

Chelsea

Nenhuma equipa sofreu mais que o Chelsea para chegar aos oitavos de final. Pelo meio da eliminatória, perdeu o treinador André Villas-Boas, mas recuperou Drogba, Terry e Lampard a tempo de bater o Nápoles. Na fase de grupos defrontou Valência, Club Brugge e Leverkusen. Jogar com os encarnados, a valer, seria uma novidade. 


Fonte: MaisFutebol

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin