sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Crónica Leonor Pinhão



«Fosse eu do Vitória de Guimarães, e amor pela cidade não me falta, e também seria bem capaz de defender veementemente a causa da expulsão do benfiquista Javi García, neste último jogo entre os dois emblemas, a contar para a Taça da Liga, mesmo tendo de admitir que a queda de N'Diaye demorou um bocadinho de tempo a mais do que devia em função do momento da reclamada agressão.

A expulsão de Javi García, à partida, seria uma boa coisa para o Vitória de Guimarães, a perder por 0-1 e com muito, muito tempo ainda para jogar.
Se eu fosse do Vitória de Guimarães teria pensado assim, com certeza, e com toda a legitimidade própria de um adepto que se preze.
Há sempre exageros no raciocinar dos adeptos.
E não só dos adeptos.

Os comentadores da SIC que transmitiram o jogo não tiveram a menor dúvida que de que Javi devia ter sido expulso e não são do Vitória de Guimarães, presumivelmente.
Os comentadores da SIC também não tiveram dúvida nenhuma em que Maxi Pereira tinha carregado Toscano dentro da área do Benfica e só mudaram de opinião ao intervalo.

Na verdade, houve falta, sim senhores, mas foi fora da área, o que é urna coisa completamente diferente.
E corrigiram a sua opinião os comentadores da SIC, estação que abriu o ano com urna grande entrevista a Pinto da Costa.

E a entrevista foi ontem mesmo para o ar, 24 horas depois do Vitória de Guimarães-Benfica, 24 horas depois dos comentadores da SIC, à 16.ª repetição, terem finalmente concordado que não era lance para grande penalidade visto que a falta, que existiu, foi cometida fora da área.

Depois houve aquela grande penalidade que ficou por assinalar contra o Vitória, aos 58 minutos quando N'Daye derrubou Nolito dentro da área dos donos da casa.

Se eu fosse do Vitória de Guimarães teria reagido como os comentadores da SIC.
Pronto, foi penalty, mas não se fala mais nisso.»


Leonor Pinhão 5 de Janeiro in Jornal A Bola

Desafio



Ler isto até ao fim sem começar a rir:


«O presidente não me escolheu ao acaso. Sabe por que é que me escolheu. Tem as suas razões. Temos de apresentar resultados e temos de provar a nossa competência»

Vitor Pereira
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
.
.
.
.
.
.


Conseguiram?










Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin