segunda-feira, 4 de junho de 2012

Luisinho, Luís e Luisão


 A nova geração de sobrinhos do Pato Donald


Com a contratação do lateral esquerdo ao Paços de Ferreira, o plantel do Benfica passa a ter três defesas gémeos de nome
Luís Carlos Correia Pinto. Luís Carlos Ramos Martins. [Anderson] Luís da Silva. Vamos simplificar, que isto assim é muito complicado. Fica Luisinho, Luís e Luisão. O primeiro acabou de chegar, o segundo fez a formação no Benfica, o terceiro é o capitão. São gémeos de nome, ainda bem que os aumentativos e diminutivos resolvem o problema. Imagine como seria, com o treinador a gritar por Luís e os três a olhar ao mesmo tempo – uma confusão. É como numa secção de desporto de um jornal com três Ruis: cada vez que alguém chama por um há três cabeças a rodar. Na maioria das vezes o destinatário é um quarto Rui, que nem sequer escreve.
Luisinho, Luís Martins e Luisão. É mais ou menos como os sobrinhos do Pato Donald. Mas quem é quem aqui? Luisinho é Luisinho, o pato vestido de verde, o mais criativo da geração. O Benfica espera ter nele uma espécie de novo Fábio Coentrão, um extremo feito lateral graças às necessidades do Paços de Ferreira. A diferença está na idade. Enquanto Coentrão assentou de vez no Benfica com 21 anos, Luisinho vem mais tarde, já com 27.

Luís Martins, perdão, Zezinho, é o mais esperto dos três, de camisola e boné azul (só para enganar). Subiu a pulso nas camadas jovens do Benfica, dos juvenis até aos seniores. Entretanto até já jogou na Liga dos_Campeões, frente ao Basileia, quando Jorge Jesus não teve medo de apostar nele. Mas nem sempre os espertos se aguentam. E se os encarnados contratarem mais algum lateral esquerdo o mais provável é Luís Martins, perdão, Zezinho, acabar emprestado ou no Benfica B.

Luís da Silva, perdão, Luisão, perdão, Huguinho. É o líder do grupo – não só dos irmãos, mas de todo o o plantel do Benfica. Tem a cor do clube na roupa e, neste caso, junta a criatividade de Luisinho e a esperteza de Zezinho na altura das novelas anuais de renovação do contrato. Primeiro diz que quer ir embora, depois aceita ficar porque lhe propõem melhores condições – que é como quem diz um salário mais vantajoso. É a banda desenhada do Benfica, com assinatura de Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus.

Fonte: Rui Catalão |  ionline.pt

1 comentário:

71460_5/8 disse...

que raio de critica fácil e sem nexo...

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin