terça-feira, 5 de julho de 2011

Telex para Coentrão

Depois de várias juras de amor ao Benfica, Fábio Coentrão, assinou por seis temporadas pelo Real Madrid. O jogador tomou a opção certa. Ingressa no maior clube do mundo. O Benfica vendeu bem. Nos tempos que correm poucos clubes se podem ufanar de uma venda por 30 milhões, de um defesa esquerdo...

A saída de Coentrão do Benfica empobrece a Liga Portuguesa de Futebol mas reforça a qualidade do treinador Jorge Jesus, o grande responsável pela afirmação de um talento que teve a carreira ameaçada. Basta recordar que o "Figo das Caxinas" não era opção para Marcelino Toral, no Saragoça.

No Benfica, Jesus adaptou Fábio Coentrão à lateral esquerda e garantiu que sob a sua orientação, o jogador seria a curto prazo um dos melhores do mundo na sua posição. Na transferência de Coentrão para o Real Madrid, como a recente passagem de Villas-Boas para o Chelsea, fica também provado que no futebol profissional, o amor à camisola é um sentimento que se resume ao sócio que paga a cota, exibe o cachecol e a bandeira e ocupa o lugar na bancada.

Da vedação para dentro do campo, para encontrar os fiéis depositários dessa transcendência de paixão acrisolada pelo emblema, será necessário recuar ao tempo da vida a preto e branco...

fonte: rr.pt

Chegada do Benfica à Suíça





Ontem, com a chegada tardia a Genebra, o Benfica optou por não realizar qualquer treino, mas hoje, terça-feira, terá sessões em dose reforçada: duas fechadas à imprensa, às 08:00 e 11:00 locais (menos uma hora em Lisboa) e outra à tarde, às 18:00.











-

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin