sábado, 30 de abril de 2011

Crónicas Leonor Pinhão

Uma grande apreensão

O Benfica ontem não teve pernas para o rival. Só a ideia de poder vir a jogar a final da Liga Europa com este FC Porto deixa nervosos os Benfiquistas.

No dia em que o Sporting foi ao Dragão perder o jogo e a confiança na generosidade da aliança estratégica que vem mantendo com aquela casa, o presidente do FC Porto, rebaixando o Sporting à condição de grémio inapto, traçou um tão curioso quanto revelador paralelismo entre as carreiras de José Mourinho e de André Villas Boas.

Disse Pinto da Costa: «José Mourinho chegou a ter um pré-contrato com o Sporting e depois, devido à pressão da claque, o compromisso falhou. Curiosamente, o André Villas Boas também teve um pré-acordo assinado com o Sporting, no tempo do Costinha, mas depois foi anulado.»

Objectivamente, não se tratam de grandes e impensáveis novidades. O fugaz entendimento de Mourinho com o Sporting já tinha sido exposto em público em devido tempo pelo próprio Luís Duque, que foi quem teve a ideia e está hoje de regresso ao comando do futebol dos verdes e brancos.

Quanto ao não menos fugaz entendimento de Villas Boas com Alvalade, isso sim, é de algum modo a confirmação do que se suponha ter acontecido na Primavera de 2010 quando o jovem treinador dava os primeiros passos da sua carreira a solo em Coimbra e, num
gesto com pouco de original mas com muito de filial, oferecia o seu sobretudo à claque Mancha Negra nos festejos pela manutenção da Briosa no primeiro escalão do nosso futebol.

Sobre este acordo entre Villas Boas e Costinha residiram sempre algumas dúvidas, muito por força do estrepitoso desmentido que o próprio Villas Boas haveria de fazer, não se inibindo de chamar de «palhaços» aos jornalistas que, afinal bem informados, se propuseram a dar a notícia.
 
Entretanto passou-se um ano inteiro e temos agora o jovem treinador do FC Porto já laureado com o título de campeão nacional, de vencedor da Supertaça interna e com o estatuto de ultra-favorito na corrente edição da Liga Europa. Naturalmente, Villas Boas desperta o interesse de clubes estrangeiros de nomeada e passou a ter um nome com créditos para a imprensa internacional.

Na semana passada foi noticiado o interesse do Liverpool nos seus serviços e esta semana os jornais italianos garantem que o consórcio norte-americano que comprou a Roma quer o português já para o ano no Estádio Olímpico. Villas Boas já disse que é adepto do FC Porto e que está bem onde está.
E, por enquanto, ainda não chamou palhaço a ninguém. O que também é de assinalar.

O FC Porto-Sporting de domingo saldou -se pela 15. ª vitória consecutiva dos novos campeões em jogos a contar para a Liga que acabam de vencer. O percurso do FC Porto tem o seu mérito mas também tem muita ajuda abençoada.

No domingo foi Soares Dias que não viu, nos últimos instantes do jogo, Rolando jogar a bola com a mão depois de ter perdido o equiIíbrio e por isso mesmo, em queda acidental, Rolando não quis perder a proximidade com a bola e deu-lhe um jeitinho com a mão.

Aliás não é a primeira vez nesta Liga que o mesmo Rolando tem o seu momento de andebol na área no Funchal, com o Nacional ainda menos dúvida ofereceu o seu gesto e os árbitros sempre mandaram seguir porque não estão para aborrecimentos, o que se compreende.

E até é caso para se dizer que se o Rolando ainda jogasse no Belenenses, já o Belenenses tinha descido mais uma vez de divisão porque, com um central deste quilate a enterrar a equipa, a vida ainda estaria mais difícil para o histórico do Restelo.

A verdade é que Soares Dias poupou ao FC Porto uma grande penalidade que talvez tivesse permitido ao Sporting empatar o jogo e pôr fim à série incrível de vitórias no campeonato. Aliás, esta série de quinze jogos a ganhar iniciou-se logo depois do empate entre o Sporting e o FC Porto no encontro da primeira volta.

Na jornada seguinte, o FC Porto recebeu o Vitória de Setúbal e, já em período de descontos, com o resultado em 2-1 para os donos da casa, o árbitro Elmano Santos mandou repetir uma grande penalidade contra o FC Porto porque não gostou da maneira como tinha sido marcada da primeira vez.

E se da primeira vez a bola tinha entrado na baliza de Helton, da segunda vez não entrou e Elmano Santos deu por encerrada a questão. E começou dessa maneira esta série impressionante do FC Porto.
Ora bem, assim também é muito fácil bater recordes ...

Voltemos a Elmano Santos, um valor seguro da arbitragem nacional. Seguríssimo.

Tal como, em Dezembro, não gostou da maneira como o Vitória de Setúbal marcou de primeira a sua grande penalidade no Dragão e a mandou repetir, no último domingo não gostou da maneira como Pablo Aimar marcou um livre indirecto que terminou com a bola no fundo da baliza depois de ter sido desviada por um jogador do Beira Mar.

Elmano Santos não mandou repetir porque mandou toda a gente para as cabinas gozar o intervalo. Mas ainda teve tempo de dar um cartão amarelo a Aimar por ter protestado contra a sua decisão.

Aliás os dois últimos cartões amarelos recebidos por Aimar nesta Liga são uma galhofa. No jogo com o FC Porto, para o campeonato, viu Duarte Gomes interromper-lhe uma perigosa jogada de contra-ataque para marcar uma falta, 30 metros atrás, contra o FC Porto em beneficio do infractor. O argentino protestou sem grande estardalhaço mas levou logo um amarelo e ainda não havia 2 minutos de jogo.

E foi a partir dai que Duarte Gomes arrancou para aquela fabulosa exibição anti - Porto que até mereceu conferência de imprensa e tudo.

Mesquita Machado, essa pérola do poder autárquico nacional, mostrou -se muito satisfeito por caber ao Sporting de Braga defrontar o Benfica nas meias-finais da Liga Europa.
O presidente da Câmara Municipal de Braga está optimista com o desfecho da eliminatória.

E sente-se «muito mais tranquilo» por serem árbitros estrangeiros a actuar em Braga e na Luz. «Havendo dois clubes portugueses um árbitro internacional dá mais garantias de isenção», disse. Se calhar até é capaz de ter razão.

Ontem, o Benfica não teve pernas para o FC Porto e, por isso mesmo, viu-se eliminado em casa quando iniciou o jogo com uma vantagem sólida. Por toda semana que aí vem, o árbitro Carlos Xistra vai ser o tema das conversas de café e de escritório.

Trata-se apenas de um mau árbitro como ontem se voltou a ver. Mas o Benfica não tem desculpa pelo que deixou que lhe fizessem em casa. Ao contrário de Júlio César que teve muito que fazer, Beto passou uma noite tranquila, muito tranquila. Isto é dizer muito.

E, agora, só a ideia de poder vir a jogar a final da Liga Europa com este FC Porto, deixa os benfiquistas francamente apreensivos. Compreende-se perfeitamente.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Foto do Dia


Menos de 24 horas depois da meia final da Liga Europa entre Benfica e Braga, uma violenta tempestade caiu sobre Lisboa e transformou o tapete verde do Estádio da Luz num enorme manto branco...


Será um Pronuncio de S. Pedro ?

A cair pedra desta maneira...
não será um Pronuncio do Norte?



terça-feira, 26 de abril de 2011

A maior Vergonha...

 

A maior vergonha mesmo será o Benfica que é o clube do mundo com mais sócios activos (cerca de 230.000) estar a beira de uma Final Europeia e não conseguir encher o Estádio...!




Como é possível os adeptos do BENFICA não estarem a dar o devido valor a uma oportunidade que não nos aparecia há 20 anos...!

UMA FINAL EUROPEIA!





sexta-feira, 22 de abril de 2011

Para reflectir...




 Para ouvir e reflectir...

Com um dos plantéis mais caros de sempre, o Benfica esta época já brindou os seus sempre fiéis adeptos com as maiores humilhações que há memória


Daqui para a frente, com tanta gestão de esforço e do plantel, o mínimo que se exige é que tragam a 3º Taça da Liga para a Luz e uma presença digna na Final da Liga Europa...



Mas já nada apagará o que de muito mal se fez no que diz respeito ao planeamento e gestão de um plantel Campeão Nacional

Não trocava a festa do "Mar Vermelho" no Marquês pelas vergonhas que já passámos nesta presente época...


quinta-feira, 21 de abril de 2011

Adeus TAÇA!



Após a vitória de 1 a 0 sobre o Barcelona, Real Madrid desfilou nas ruas de Madrid perante 150 mil pessoas. Sergio Ramos em cima do autocarro, empolgado com os festejos, não segurou a Taça de 15 quilos e deixou-a cair mesmo à frente do autocarro que lhe passou por cima...

Imagens AQUI





quarta-feira, 20 de abril de 2011

Mudar o Destino...!



Rivais estão quase iguais em número de títulos. Diferença é a Taça Latina... Benfica ainda pode ganhar três troféus este ano, mas em dois deles os dragões também estão envolvidos...

A segunda mão da meia-final da Taça de Portugal, que hoje se disputa às 20.30 no Estádio da Luz, entre Benfica e FC Porto, depois da vitória dos encarnados no Dragão por 2-0, constituirá mais um duelo muito particular num campeonato à parte, literalmente do tamanho dos outros juntos, entre Benfica e FC Porto. 
 
Os clubes estão, depois dos dois que o FC Porto já conquistou esta época, separados por apenas um troféu: 68 para o Benfica, 67 para o FC Porto.

Um outro registo histórico está em fase de actualização: nesta altura, em 219 jogos contabilizados entre Benfica e FC Porto - incluindo Campeonatos Nacionais, Supertaças, Taças de Portugal e Taças da Liga - as águias têm 84 vitórias e os dragões 82. O resto, evidentemente, 53 empates. São números que estão próximos como nunca antes e que dão cada vez mais cor ao despique entre Benfica e FC Porto.

Fonte: A BOLA


terça-feira, 19 de abril de 2011

"São erros normais..."






"Então se são erros normais não façam conferências a falar de erros na Luz" -

Eduardo Barroso








-

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Comercial Adidas: Copa do Rei





 O Clássico em Espanha já mexe...

 E fazer uma publicidade semelhante com os jogadores do Benfica a jogar com os pés e o Rolando a jogar com a mão?




Fastest Goal EVER - 3 Seconds





O golo que carimbou o regresso do Oliveira do Hospital à 3.ª Divisão correu Mundo. A equipa da AF Coimbra conseguiu a subida graças a um golo apontado por Carlos Almeida aos três segundos, um remate perfeito no pontapé de saída e que até no jornal espanhol Marca mereceu destaque no dia do... Real Madrid-Barcelona.

Benfica 2 - 1 Beira-Mar (Highlights)

sexta-feira, 15 de abril de 2011

"Os 3 Grandes"





Afinal o Sporting também é notícia além fronteiras...

Até quando o estatuto de 3º grande do Futebol Português...?



quinta-feira, 14 de abril de 2011

Dublin por um canudo


O SL Benfica apurou-se para as meias-finais de uma competição europeia, 17 anos depois, ao empatar no terreno do PSV 2-2. Luisão e Cardozo marcaram, num jogo onde PSV esteve muito perto do «milagre» qualificativo antes do fim da primeira parte...

Golos com relato AQUI


Segue-se o Braga nas Meias-finais:
1ªMão: 28 de Abril, às 20.05: Benfica - Sp. Braga
2ªMão: 5 de Maio, às 20.05: Sp. Braga - Benfica

Benfiquistas em Eindhoven



Até tu László Bölöni...!
 Carrega Benfica!






-


Sistema ao Quadrado

terça-feira, 12 de abril de 2011

Entrevista a Pablo Aimar





Uma parte da entrevista a este verdadeiro Génio dentro e fora do campo... 

Aimar revelou que a enchente protagonizada na partida com o PSV é algo que jamais vai esquecer e exemplo da grandeza do BENFICA.

«Foi impressionante ver o estádio com 60 mil pessoas, quatro dias depois de perdermos contra o nosso maior rival»
Numa altura em que se fala sobre um possível regresso ao River Plate, Aimar desfez as dúvidas: 
«Espero ficar mais tempo no Benfica»





segunda-feira, 11 de abril de 2011

Castigo por Encomenda?




"Na sequência da punição da Liga, concluído o processo "Apito Final", relativos a factos ocorridos em 2003/2004, o FC Porto resolveu não recorrer dos seis pontos que lhe foram retirados, para garantir que a penalização acontecesse em 2007/2008" In JN


 Retiraram 6 pontos ao Porto quando este já tinha sido campeão...









-

AQUI HÁ GATO





Vergonha

 Antes do último fim-de-semana havia duas coisas que o Benfica tinha e a que muito dificilmente o FC Porto podia ainda almejar: uma delas é a Taça Latina; a outra é uma certa superioridade moral. Concentremo-nos nas boas notícias: ainda temos a Taça Latina. A outra, pela qual tinha mais estima, terá ficado seriamente comprometida pelos apedrejamentos em redor do estádio e bolas de golfe lançadas para o relvado, mas sobretudo pela decisão oficial de, num ato que desrespeita a história e os valores do clube, se tentar impedir os naturais festejos dos jogadores campeões.
Agora, uma autocrítica. Um dos problemas desta coluna é que cito mais frequentemente o Sousa Tavares e o Rui Moreira do que indivíduos famosos pela sua perspicácia, mas sem por isso deixarem de possuir um notável sentido de humor. Trata-se de uma falha que urge reparar, desde já: depois dos 5-0 escrevi neste espaço que “o campeonato da revolta é um que o clube da Luz nunca ganhará. A revolta é a marca dos pequeninos”. Lamentavelmente, o último domingo fica na história como o dia em que o Benfica foi pequenino. Não é fácil, convenhamos, para um clube desta envergadura.

Dito isto, resta-nos o consolo de assistir à expressão pública e privada da indignação que inúmeros benfiquistas sentiram perante a decisão dos responsáveis encarnados, e estabelecer um paralelo com a atitude complacente que a totalidade dos adeptos portistas toma perante, entre outros escândalos, o apito dourado. Se fôssemos como eles, quando nos falassem no apagão da Luz, diríamos: não vi nada, isso não está provado. E se nos dissessem para irmos ao YouTube ver, que estava lá tudo, responderíamos: o Benfica nem sequer foi condenado nos tribunais civis, limitou-se a sofrer uma punição inconsequente no âmbito da justiça desportiva. Seria fácil. Mas não o fazemos. Ainda há esperança.
  
MIGUEL GÓIS

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Pablo Aimar



"Se Carlos Gardel fosse vivo, Pablo Aimar seria letrista, ou até personagem, de mais famosos tangos. Quando o camisola 10 encarnado pensa, o Benfica logo existe, ainda que, por vezes, pareça que aquele beijo do pé direito na bola se prolonga, se demora a soltar. Mas isso é apenas a ilusão de El Mago, que logo rasga a defesa contrária com um passe de mestre, ou maestro, como se viu perante o PSV..."
Luis Pedro Ferreira in MaisFutebol

Benfica 4 - PSV 1 : Golos com Relato

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Benfica – PSV esgotado






Lotação Esgotada!

Um Benfica na máxima força e com lotação esgotada pela primeira vez esta época, defronta hoje o PSV Eindhoven, em encontro da primeira mão das meias-finais da Liga Europa. 

Uma campanha de Marketing à última da hora ajudou a lotar o estádio que terá cerca de 62.000 adeptos e uma receita de bilheteira de cerca de um milhão de euros.
Não chegarão aos 65 mil, lotação que alberga a Luz, porque a UEFA obriga sempre a uma margem mínima de segurança.


Jorge Jesus afirmou que «É fundamental o apoio dos nossos adeptos. Sabemos que o estádio vai estar lotado e isso é um sinal positivo. É importante para a equipa sentir que os adeptos confiam nela»

Relativamente ao adversário, «É verdade que as equipas holandesas privilegiam mais os aspectos ofensivos do que defensivos, mas esta equipa parece ser boa também defensivamente e pressionante. Depois, tem uma dupla de avançados suecos muito perigosos, que jogam juntos há muito tempo e que parecem ter muita qualidade».

Fred Rutten, treinador do PSV Eindhoven, afirmou que «o Benfica é melhor e será o adversário mais forte da época», mas lembra que «os últimos três adversários marcaram na Luz».

«O Benfica joga muito no ataque e, às vezes, esquece-se da defesa. É isso que vamos tentar aproveitar. Tem jogadores muito fortes, que podem resolver um jogo, mas cada equipa tem também as suas falhas e é isso que vamos tentar aproveitar», sublinhou o treinador holandês, acrescentando que «o Benfica é o adversário mais forte que o PSV enfrentou» na Liga Europa e para os vencer, «teremos de fazer um jogo perfeito».










quarta-feira, 6 de abril de 2011

O apelo de Luisão



“ Que encham o estádio e apoiem a equipa ao máximo, pois podem ter a certeza que o grupo está a trabalhar de forma séria para lhes dar uma alegria”,


“Por incrível que apareça, quando os adversários pensam que nos vamos tornar mais fracos, o público levanta o moral da equipa e torna-nos mais fortes.”











.


terça-feira, 5 de abril de 2011

No Comments





A classe dos vencedores e a obsessão pelo Benfica.

Um Hino ao complexo de inferioridade dos andrades...









-


segunda-feira, 4 de abril de 2011

Portista detido na Luz


Brutal Homenagem



A essa gentalha que está habituada a trabalhar na noite e a jogadas no escuro…


 Apagar as luzes? regar o relvado? 

 Será isso pior do que criar um clima de autêntico terror desportivo, levar animais para o estádio, lançar bolas de golfe durante o jogo e pedras de cima de viadutos?
E o que dizer da recusa de entrar de mãos dadas com os miúdos equipados à Benfica? 








.



Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin