quarta-feira, 9 de março de 2011

KO Técnico


Director de comunicação João Gabriel respondeu ao presidente do FC Porto afirmando que  julgava o líder portista uma “pessoa mais inteligente”....


“Há palavras que deviam queimar na boca de algumas pessoas. A palavra Lei na boca desse senhor devia ser impronunciável”

"Estamos a falar de alguém que foi condenado por corrupção activa pela justiça desportiva, estamos a falar de alguém que foi acusado mas não foi condenado porque não foram consideradas as escutas como prova. Escutas em que fica exposta uma rede de favores sexuais, corrupção e tráfico de influências",
comentou João Gabriel.


João Gabriel aproveita ainda e comenta as palavras de Pinto da Costa dizendo que é o mesmo que ele falar em casamento para toda a vida....







-


8 comentários:

Anónimo disse...

Qual justiça desportiva? A do vosso amigo Ricardo Costa?? LOL
Que depois foi arrasado pela justiça civil? LOL LOL

Anónimo disse...

a mesma justiça civil que protege esse grande criminoso,é so ouvires as escutas no you tube para ficares a saber como se corrompem,arbitros,dirigentes desportivos comunicação social e juizes.

Jotas disse...

Eu vou aqui fazer uma pequena entrevista em relação ao tipo de resposta que daria:
Jornalista: Que comentário lhe merecem as palavras do Pinto da Costa?
LFV ou João Gabriel: de Quem?
Jornalista: De Pinto da Costa, Presidente do Porto...
LFV: Quem? Não conheço, ah, está a falar daquele que o emplastro diz ser o seu pai?
J:Tou a falar do Presidente do Porto...
LFV: de quem? Ah, deve estar a referir-se aquele homem já de idade, que se farta de dizer baboseiras, um que fartou-se de ser escoltado pela polícia para os tribunais, que dava aconselhamento matrimonial a árbitros, lhes oferia fruta e café com leite, que paga viagens ao Brasil, etc, humm, não sei porque me pergunta isso, sabe, eu só comento palavras de pessoas a quem reconheço credibilidade.
- Na minha opinião era a resposta adequada que o baixaria ao nível que tem, mesmo para o ridicularizar, de qualquer modo a nossa resposta limitou-se a referir o óbvio e como o óbvio é muito, a resposta foi boa.
Quanto ao 1º anónimo, percebo que não gostasse do Ricardo Costa, é que com ele, quem atirasse bolas de golfe era punido e quem gosta de viver acima da lei, obviamente não gostava de Ricardo Costa.

Anónimo disse...

Devem estar esquecidos do "João, pode ser o João" LOL
Justiça selectiva é do que vocês gostam.

Egas disse...

Nas deslocações a Norte o Benfica nada pode fazer para se proteger das constantes injúrias. Porém, agora já se pode proteger contra as bolas de golfe graças ao novo equipamento alternativo: https://fbcdn-sphotos-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/196343_10150100446460423_547755422_6693302_3125525_n.jpg

Anónimo disse...

Este senhor é alguém que tem um elevado deficit de imparcialidade. Justifica a glória e grandeza de um clube adversário, baseando-se em especulações sobre suposto favorecimento de um ditador. Revelou-se um títere que promete títulos a um finado. Não passa de um individuo que quando perde é por causa dos túneis e de Calabotes. Mas quando ganha é sempre por justiça e mérito próprio.

Depois tem os seus cães de guarda que, aqui e ali, ladram cada vez que são confrontados com escutas: para eles, esta palavra maldita que deveria ser considerada sacrilégio cada vez que é conjugada na mesma frase onde se usa o nome do “Papa”!

Para os canídeos e algumas hienas que se vão vendo por aí, as escutas que por não serem validadas num sistema jurídico moribundo, são uma fantasia dos benfiquistas. Há quem diga que foi obra de Scorsese, encomendada pelos sócios do nosso clube, só para denegrir Sua Honestidade Divina, Dom Jorge Nuno Pinto da Costa, homem cuja honestidade e integridade moral jamais poderá ser colocada em causa, dada a transparência honesta dos seus actos durante todos estes anos.

Não tenho a menor dúvida em reconhecer uma rectidão cândida e imaculada ao presidente do FCP, tal como também o faço à Fátima Felgueiras, Isaltino Morais, Valentim Loureiro, Armando Vara, por aí fora.

Qualquer dos mencionados tem toda a propriedade do mundo para pronunciar a palavra justiça, mas não o podem fazer sem soar anedótico.

Pedro M disse...

Sublinho os dois últimos parágrafos do anónimo que me antecedeu.

aNNóNNimo disse...

um bandoleiro 'padrinho' da ORGANIZAÇÃO mafiosa montada pelo bando dos pintos a tentar branquear os seus actos ...

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin