sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Barnabé arrasa dirigentes do Benfica




A 18 de Dezembro de 2010 o Benfica venceu confortavelmente o Rio Ave por 5-2 em jogo do campeonato, mas perdeu um dos seus grandes símbolos, a Águia Vitória. Antes do pontapé de saída desse encontro, o animal já não fez o tradicional voo que antecedia todas as partidas realizadas na Luz. Tudo devido a um grave desentendimento entre o tratador da águia, Juan Barnabé e o chefe de segurança do clube da Luz, Rui Pereira.

Desde esse dia, Barnabé foi impedido de voltar a entrar nas instalações do estádio e apesar de ter solicitado várias reuniões com Luís Filipe Vieira, este nunca o recebeu.

Em entrevista à SÁBADO, o tratador espanhol acusa Domingos Soares Oliveira, administrador da Benfica SAD, e Miguel Bento, director de marketing, de terem orquestrado uma campanha com o objectivo de o colocar fora do clube. Tudo porque, segundo Barnabé, já tinham em vista a contratação de uma empresa para fazer o trabalho que ele realizava. E através da qual irão tirar dividendos financeiros.

Afinal de contas por que saiu do Benfica?

A Águia Vitória estava a ser perseguida há cerca de ano e meio e arranjou inimigos dentro do Benfica que só pensam nos seus próprios interesses. Essas pessoas não a viam como um símbolo do clube, mas como algo que lhes permitiria auto-abastecerem-se monetariamente.

Mas quem eram essas pessoas?

Miguel Bento [director de marketing] era o maior inimigo da Águia Vitória. Trata-se de uma pessoa que vendia t-shirts numa loja do antigo estádio, mas que agora é o doutor Miguel Bento! O que esse senhor gosta é de receber dinheiro do Benfica e de negócios dentro do próprio clube, a partir de percentagens.
Outro inimigo era Domingos Soares Oliveira [administrador da área financeira]. Não tem o mínimo carinho pela Águia Vitória, o maior símbolo do Benfica, juntamente com o Eusébio! Mas talvez até seja normal que assim seja, pois como todos sabem, ele é adepto do Sporting...”

Mas sofreu ameaças?

A seguir ao jogo com o Rio Ave, Domingos Soares Oliveira disse-me: “Não tens a mínima ideia do tipo de homem que eu sou!” Só lhe faltou pegar numa pistola e dar-me um tiro!

Mas afinal o que se passou antes desse célebre jogo com o Rio Ave e que levou a que a águia já não fizesse o tradicional voo?

Foi muito simples. Estava farto do tratamento de que estava a ser alvo e comuniquei que dessa vez iria entrar pela maratona, pois estava a chover a potes. Três stewards proíbiram-me de entrar e eu não aguentei mais e reagi. Mas eles eram mais e atiraram-me ao chão. Então chegou Rui Pereira, o chefe de segurança, que me disse: “Meu espanhol de merda, é aí estendido que te gosto de ver”. Eu chorava como uma criança, pois nunca me tinha sentido tão humilhado em toda a minha vida! Mas fui contra ele e ele começou a dar-me socos e pontapés, protegido pelos outros três”.

Nunca mais voltou à Luz?

Pedi reuniões com o presidente Luís Filipe Vieira mas não fui recebido.
Se o problema for dinheiro, faço o voo da águia à borla! Afinal de contas, já o fiz tantas vezes ao longo destes anos no Benfica... Peço aos sócios do Benfica que não acreditem no comunicado patético que foi lançado para justificar a saída da Águia Vitória! As pessoas acham mesmo que eu sou um monstro, como eles quiseram fazer crer? É ridículo afastar a águia por causa de um problema com um chefe de segurança, tendo em conta por exemplo que ninguém pôs Jorge Jesus na rua depois do que ele fez após o jogo com o Nacional [n.d.r: deu um murro a Luiz Alberto, médio dos alvinegros]”.

E que outros exemplos tem da alegada perseguição à sua pessoa no Benfica?

Na época passada, tínhamos acabado de ser campeões nacionais e recebo uma ordem para abandonar o terreno que me foi transmitida pelos stewards, a mando de Miguel Bento. Foi algo muito duro para mim! E esta época sofri uma agressão de um steward no jogo com o Arouca. Durante sete anos tive uma credencial que me permitiu entrar pelo túnel dos jogadores. Mas nos últimos tempos já não me deixaram e por várias vezes acabei por ficar debaixo de intempéries. Monitores, meninos das escolinhas, speakers, toda a gente entrava pela maratona e eu tinha de dar a volta ao estádio!

Mas qual era o objectivo dessas pessoas que o perseguiam?

Era uma forma de me intimidarem e de tentarem fazer com que reagisse de forma violenta. Por outro lado e como tinha de dar a volta ao estádio cruzava-me com adeptos de outros clubes e chegaram a mandar-me ‘bocas’ e a cuspirem-me. Outra história: ninguém me avisou sobre o último jantar de Natal. Tive de ser eu a perguntar se poderia estar presente. Eu fui e até subi ao palco com a águia, ao lado do Eusébio. No dia seguinte, Miguel Bento chamou-me e perguntou-me como é que eu me atrevia a subir ao palco sem a autorização dele. E eu disse-lhe que quem subiu ao palco foi a águia, de modo a ficar junta do outro grande símbolo do clube.

E qual era a posição de Luís Filipe Vieira?

Estou desiludido com ele. Nem me ligou desde que saí. Sei que lutou até ao último momento para me defender, mas chegou uma altura em que não se conseguiu opor a algumas pessoas que estão dentro do próprio clube.

E o que tem a dizer sobre a Voltaria, a empresa que foi escolhida para passar a fazer o voo da águia?

Há muito que esse era o desejo de Miguel Bento e de um senhor chamado Henrique Conceição, que também trabalha no marketing do Benfica como braço direito de Miguel Bento. Esse é outro que é adepto do Sporting.
Foi Henrique Conceição que fez com que a Vitória não conseguisse realizar o voo no jogo de comemoração do aniversário do Benfica, no ano passado. Como? Ordenou a produção de milhares de confettis, que foram lançados pelo público no exacto momento em que a águia começava a voar. Ela assustou-se e quase morreu, depois de bater contra os prédios em redor que estavam em obras. E outra coisa: nunca revelei o que aconteceu ao Glorioso [o antigo companheiro de Vitória] mas vou fazê-lo agora. Miguel Bento e Henrique Conceição deram ordens aos funcionários da Megastore do Benfica para manter o ar condicionado no máximo do frio e por causa disso o Glorioso acabou por morrer. E um dia, Miguel Bento ligou-me a dizer que ia acabar comigo e com a águia!

Era acusado de ganhar muito dinheiro do Benfica...

Eu e uma equipa de cinco pessoas ganhávamos 120 mil euros por ano. A Águia Vitória obriga a muitos cuidados e despesas, não existe apenas naquele momento bonito do voo.... Durante cinco anos trabalhei à borla, autofinanciado esse staff de cinco pessoas através da venda de fotografias que realizava com Vitória. Tive uma total dedicação ao Benfica nos últimos oito anos, sem fins-de-semana livres, com presenças consecutivas em Casas do Clube de Norte a Sul”.

A Águia Vitória chegou a voar no estádio da Lazio?

Escreveram-se muitas mentiras, essa foi uma delas! Quem é responsável por esse trabalho no clube italiano é o meu irmão Jose Maria e utiliza outro animal. Foi Miguel Bento quem disse aos jornais que a Vitória tinha voado em Roma, tentando descredibilizar-me.

Entretanto, foi lançada uma petição no Facebook para fazer regressar a águia...

Está nesta página. Peço aos beniquistas que a subscrevam. E se a direcção tiver coragem, faça uma consulta aos sócios a perguntar se a águia deve voltar ao estádio! Como disse, eu trabalho de graça!

Onde tem vivido Vitória nos últimos dois meses?
Não posso revelar, pois recebi chamadas anónimas ameaçando-me a mim e ao animal. Mas posso dizer que está em Portugal e de boa saúde.

Fonte: REVISTA SÁBADO



3 comentários:

Águia Suiça. disse...

Como Benfiquista estou-me a cagar para o Barnabé e para as suas declarações , este endivido não passa de um idiota assim como um chulo.
Águias há muitas Benfica só há um , portanto ele que vá chupar na 5 pata do cavalo.
Viva o Benfica.

Seismilhoesum disse...

O Benfica não tem mais nada em que pensar? Como é que se cria um problema com uma coisa desta? Mas se isto é verdade (os esquemas paralelos), porque não se investiga? Quando o Benfica a uma só voz? Quando um Benfica "Et Pluribus Unum"?

patriarca disse...

O barnabé que vá para bem longe e leve a águia, os mochos, as corujas, araras e os grifos, embora nada tenha contra ele mas a sua atitude já enjoa, aborrece, torna-se nojenta, dá até a entender que o que vomita é provocado por alguém, o Benfica tem que estar acima de tudo e de todos e esse tipo já passou e continua a passar das marcas do razoável.

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin