terça-feira, 9 de novembro de 2010

Benfica em Angola interessa a quem?



Planet Benfica


O Benfica seguiu esta manhã para uma longa viagem rumo a Luanda. Faz um jogo e regressa, se tudo decorrer como previsto, na quinta-feira. Saiu com 16 graus centígrados, espera-o em África uma temperatura de 30 graus. No domingo, às 18:15, recebe a Naval, para a Liga. 

Depois da derrota histórica no Dragão, treinadores, jogadores e dirigentes foram de folga e reencontraram-se esta manhã. Farão a ressaca da inesquecível derrota fechados num avião, com um jogo sem interesse e meia dúzia de festividades pelo meio. 

É evidente que esta deslocação prejudica a preparação do Benfica para um jogo do campeonato. Acrescenta cansaço, físico e psicológico, e em nada contribui para digerir da forma correcta o que se passou no Dragão.
Face a este facto, uma pergunta continua por responder: esta deslocação é boa para quem?
O presidente Luís Filipe Vieira acha que «a viagem não é um esforço», antes um «privilégio». Diz o dirigente que há um património afectivo a defender. Até pode ser que sim, mas é para isso que se fizeram as deslocações de final de temporada. 

O jogo com a selecção angolana deverá ser pago. Alguns órgãos de informação adiantaram o valor de 1,4 milhões de euros, verba que não foi confirmada nem desmentida pelos responsáveis do Benfica. No entanto, sabe-se que os adeptos são os melhores accionistas do mundo. Ligam pouco aos prejuízos e certamente não haverá um deles que troque euros por pontos. De resto, o Benfica investiu muito no defeso, não consta que esteja desesperadamente à procura do equilíbrio nas contas. 

Dito isto, resta-me concluir que, até prova em contrário, esta viagem do Benfica serve sobretudo a quem convidou. O futebol português é muito seguido em território angolano e quem possui a capacidade de levar a Luanda os craques marca pontos.
Para o Benfica, esta viagem é um acto impróprio de um clube envolvido em quatro competições do mais alto nível e a doze dias de uma deslocação, essa sim determinante, a Israel.

Luís Sobral

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin