quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

A Crónica de que se fala...



Pinto da Costa anunciou a intenção de interpor uma acção judicial contra José Diogo Quintela, na sequência de um artigo publicado no jornal "A Bola", no dia 3 de Janeiro, intitulado "Previsões para 2010"
 


PREVISÕES PARA 2010

Não há nada melhor para começar o ano do que uma crónica com previsões sobre 2010. Principalmente para mim, que ainda estou um bocadinho ressacado e preciso de escrever algo que não puxe muito pela cabeça. Daí estas previsões: é impossível haver alguma coisa mais fácil de adivinhar do que o previsível futebol português. O leitor não acredita? Então veja.

9 DE JANEIRO
O Correio da Manhã publica uma escuta entre Pinto da Costa e um árbitro. A transcrição contém, entre outras coisas, o seguinte excerto:

Pinto da Costa - Combinamos então que o sr. árbitro vai beneficiar o meu FC do Porto, a troco de 2500 euros.
Árbitro - Portanto, o sr. Pinto da Costa dá-me 2500 euros...
Pinto da Costa - Certo.
Árbitro - ... e eu ajudo o FC do Porto a ganhar o jogo da semana que vem...
Pinto da Costa - É isso.
Árbitro - Recapitulando: vai corromper-me por 2500 euros?
Pinto da Costa - Correcto.
Árbitro - É mesmo corrupção?
Pinto da Costa - Daquela mesmo corrupta.
Árbitro - Fica então combinado, sr. corruptor.
Pinto da Costa - Obrigado, sr. corrompido.

10 DE JANEIRO
O Público e o DN publicam as escutas incriminatórias.

13 DE JANEIRO
Os jornais desportivos referem brevemente as alegadas escutas entre o alegado Pinto da Costa e um alegado árbitro.

23 DE JANEIRO
Comentadores afectos ao FC do Porto dizem que só por maldade é que se pode afirmar que a escuta em que Pinto da Costa oferece dinheiro a um árbitro para ajudar o Porto é uma prova de que Pinto da Costa ofereceu dinheiro a um árbitro para ajudar o Porto. Avançam a hipótese de «2500 euros» ser código para «cumprimentos para a família» e «beneficiar o Porto» código para «não fazer absolutamente nada a favor do Porto».

4 DE FEVEREIRO
O tribunal de Gondomar manda arquivar a escuta entre Pinto da Costa e o árbitro, com o argumento técnico-jurídico de que «não dá jeito nenhum ao Futebol Clube do Porto»

Guarda-redes de Moçambique dá nas vistas...




Rafael, guarda-redes da selecção de Moçambique, foi uma das figuras do jogo entre a equipa Moçambicana e o Benim, a contar para o grupo C da Taça das Nações Africanas.

No empate a duas bolas, o guarda-redes chegou a assustar a equipa com um «golpe» acrobático que poderia ter consequências graves para o atleta...

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin