terça-feira, 23 de novembro de 2010

Envenenar o adversário...


Caros Benfiquistas:

Eis como, 12 anos depois, um dos jogadores do Benfica (infelizmente) da altura explica a exibição do Glorioso em Jerusalém, em que perdemos com o Beitar 4-2 depois de termos ganho na Luz 6-0, comigo a assistir:

No balneário, os jogadores falaram sobre a exibição da equipa. “Houve qualquer coisa que não era muito normal. Não tínhamos reacção, o tempo de salto não era o mesmo e, nos duelos individuais, perdíamos todos os lances. Sentíamo-nos cansados. Comentámos que se calhar foi alguma coisa que colocaram na água ou na comida”, sugere Paulo Madeira, de 40 anos, que cometeu o penalti de que resultou o 2.º golo dos israelitas...


Pois bem, é exactamente isto que os porqueiros fazem ao adversário no Poliban: meter sonífero na água ou no ar condicionado!

Da última vez ia-nos matando com uma Overdose!

Não duvidem…



Irmandade Gloriosa



5 comentários:

Seismilhoesum disse...

Se há essas suspeitas (e não me espantava NADA) que tal colher umas amostras? E fazer exames clínicos?

Anónimo disse...

LLLOOOOOOLLLLLLLL


Muito Bom!!!!!!

EK disse...

O Paulo Madeira precisava de droga para não ter reacção? Eu pensava que isso já vinha com ele.

aNNóNNimo disse...

Se os porcos galegos podem drogar os seus jogadores à vontade, para quê arriscar serem apanhados...?!

Em Jerusálem poderia muito bem ter acontecido ...

os gajos até inventaram as galinhas sem penas!

VHugo disse...

Isso é muito grave!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/11/imitar-o-uleiria.html

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin