quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Inquieta Alma Benfiquista...

 Carlos Laranjeira


Alma pesada e inquieta…é assim que todos os benfiquistas se sentem nos tempos que correm.

Após a euforia do título nacional, tudo parecia correr bem, o SL Benfica só tinha de se preocupar em manter as grandes referências da equipa e reforçar as suas maiores lacunas da época passada, já por demais identificadas por os comentadores desportivos, adversários, simpatizantes e sócios do clube.
O posto de guarda-redes era de facto o primeiro desafio para a direcção do clube, que decidiu arriscar altíssimo, não só pelo valor dispendioso que deu pelo atleta (8,5€ milhões), mas principalmente pelo valor profissional do mesmo. Roberto apresenta de facto algumas lacunas técnicas, mas principalmente mentais, no entanto só o tempo e o desenrolar da época desportiva poderá confirmar se este guarda-redes de 1,93m é uma boa solução para os campeões nacionais.

Segundo desafio para a direcção do clube encarnado era de facto desencantar um bom defesa direito, com capacidade de evolução para substituir Maxi Pereira quando este estiver indisponível ou for obrigatório a rotação do jogador, de lembrar que os desafios para esta época são longos e principalmente muito mais exigentes, pois a Liga dos Campeões, a defesa do Titulo Nacional e da Taça da Liga e o ataque á Taça de Portugal, vai exigir um lado direito da defesa com duas soluções válidas e de facto Luís Filipe não parece ser uma segunda solução viável.
O empréstimo de Miguel Victor para a segunda divisão inglesa parece-me uma decisão desacertada. Miguel é um jogador da formação encarnada, é um excelente defesa central e a sua qualidade é muito mais elevada da que a do Fábio Faria…já para não falar das vantagens a nível de competições europeias em ter jogadores da formação no plantel. Enfim…no pior da situação Miguel Victor deveria ser emprestado a uma equipa da 1ª divisão europeia, nunca para uma 2ª divisão inglesa.

O SLBenfica no inicio da época passada apresentava um problema complicado de resolver, não tinha um defesa esquerdo desde a dispensa de Léo e a contratação já em fase de desespero do César Peixoto veio-se a revelar um mau investimento, principalmente desportivo, pois é um jogador sem futuro, suplente, sem qualidade suficiente para um SLBenfica de grande nível e com demasiadas mazelas físicas. Com a adaptação a defesa esquerdo do Fábio Coentrão o SLBenfica resolveu parcialmente o problema, mas mais uma vez vive no risco elevado, pois se Fábio se lesiona tudo se torna mais complicado. Ao mesmo tempo esta descoberta de Jesus deveria ser um sinal para um maior investimento em jovens jogadores portugueses, deveria mesmo fazer parte da política estratégica do clube. O SLBenfica deveria jogar pelo seguro em relação às suas laterais defensivas e não viver num risco elevado completamente desnecessário.

Ramires transferiu-se para o Chelsea por 22€ milhões, negócio este muito pouco claro. O SLBenfica deveria repensar muito bem, antes de se envolver nestes negócios demasiado, como poderei por o termo…mafiosos, pois vender 50% do passe por 6€ milhões e um mês depois vender 100% do passe por 22€ millhões…bem alguém ganhou muito dinheiro á custa do clube encarnado e o SLBenfica foi de facto o grande lesado neste negócio, tanto financeiramente como desportivamente. Desesperadamente, observo agora o clube á procura de um médio direito, quando me parece que o substituto ideal para a saída de Ramires é mesmo o Ruben Amorim e a calma deveria imperar nas escolhas de jogadores. Claro que perante as conjunturas do plantel, Ruben é também defesa direito e a tranquilidade acaba por se dissipar.

A saída de Di Maria por 25€ milhões + variantes foi um bom negócio. A surpresa veio a seguir, com a despensa do Urreta para o Corunha…este jovem jogador era de facto o substituto ideal de Di Maria, todas as indicações apresentadas pelo mesmo apontavam nessa direcção, no entanto o clube emprestou-o. Bem…o SLBenfica tem aqui mais um problema para resolver a menos de 1 mês do fecho do mercado, quando tinha mais que tempo para que esta posição estivesse resolvida…uma pergunta…e os 25% do passe do Reyes? Gaitan foi a primeira solução de Jesus, no entanto é evidente que este jogador é um médio centro ofensivo, não um extremo.

A nível ofensivo o clube apresenta…excesso de soluções. Nuno Gomes, Cardozo, Saviola, Jara, Kardec, Weldon, Mantorras e Rodrigo…não vai ser fácil manter todos felizes.

 hippyscorpio em 2010-08-12

2 comentários:

Zé Tuga disse...

Que raio de opinião esta... apenas concordo com o que diz respeito ao urreta. Tudo o resto me parece um claro exagero de quem aproveita um momento menos bom para falar mal.

An Toino disse...

Só não concordo considerar o Ruben o substituo natural do Ramires (só se for pela mesma inicial no nome ...R) gosto muito do rapaz é bom moço, mas está bem para ser um tapa buracos e não um jogador de refência e que faça a diferença (ficámos mal habituados).

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin