quarta-feira, 31 de março de 2010

You'll Never Walk Alone


Walk Alone...



Never Walk Alone...



Neste "campo" deu goleada
Prenúncio de um BENFICA avassalador...?


BENFICA - LIVERPOOL
20:05
SIC

UEFA Europa League 2009/2010 

Quartos-de-Final


Maradona mordido por um Shar Pei


O selecionador argentino de futebol, Diego Armando Maradona, foi operado de urgência, (cirurgia reconstrutiva ao lábio e rosto) esta terça-feira, após ter sido mordido enquanto brincava com um dos seus cães de estimação de raça Shar Pei. 
Após ter levado 10 pontos e tomado as vacinas, as atenções centram-se agora na cadela Shar Pei para que não venha a sucumbir por uma eventual Overdose....

terça-feira, 30 de março de 2010

O Beijo Di Maria

Cartoon Nelson Santos

Consta que Di María "passou o jogo todo a tentar arranjar expulsões"...


Aqueles dribles estonteantes, os túneis, mudanças incríveis de velocidade só à margem das leis se consegue travar...


Mas a maior causa de indignação Bracarense deve ter sido mesmo o Beijinho...!
Como se fará aquilo na PlayStation?

Este menino joga é muito à bola, o resto são histórias do Tio Patinhas...


 Carrega Benfica!

segunda-feira, 29 de março de 2010

"O gigante português que faz golos"



O avançado português do Benfica,  Makukula, continua a mostrar qualidades na Turquia.
Com um golo aos 90' deu esta segunda-feira ao Kayserispor o triunfo sobre o Trabzonspor, no jogo que encerrou a 26.ª ronda da Liga turca.
O Kayserispor igualou assim o adversário no 5.º posto do Campeonato. 
Já Makukula, marcou o seu 18.º golo no campeonato...

Aqui ficam alguns dos momentos mágicos do ponta-de-lança...

Parabéns Rui Costa



Parabéns Rui 

Obrigado por tudo o que deste ao futebol enquanto jogador espalhando magia por todos os estádios por onde passaste...


Obrigado por tudo quanto estás a dar ao Benfica como Director Desportivo

Continuas a ser o Maestro e obreiro deste grande Benfica!


Em jeito de Homenagem aqui fica um golo eleito por Rui Costa como um dos melhores golos da sua carreira




domingo, 28 de março de 2010

Passo de Gigante

Benfica 1 - Braga 0
Um passo de Gigante rumo ao Título...!
Perante mais de 60.000 mil espectadores, Luisão (outra vez ele a  deixar o Título mais perto) aos 47 minutos, fez o primeiro e único golo do jogo. Benfica aumenta para seis pontos a vantagem para o Sp.Braga, e dá passo muito importante rumo ao tão desejado título nacional. 
Como disse Jorge Jesus no final do encontro, "Só podia haver um Vencedor e era o Benfica"

Resumo do Jogo AQUI

sábado, 27 de março de 2010

Crónica Ricardo Araújo Pereira


O novo clássico Benfica-Braguinha

O clube que é referido nas escutas pelo árbitro condenado por corrupção passiva como «o meu Braguinha» tem hoje o privilégio de visitar o estádio do primeiro classificado. Será uma oportunidade inédita para os jogadores do Braguinha de Augusto Duarte verem um estádio cheio de espectadores pagantes. Espero que tragam a máquina fotográfica. Confesso que não sei muito sobre a táctica do Braguinha de Augusto Duarte, mas creio que o Braguinha de Augusto Duarte vai tentar explorar as faixas laterais — e também as faixas laterais das faixas laterais, como no jogo em casa contra o Marítimo, em que a jogada do golo da vitória começou do lado de fora do campo. Não só os laterais do Benfica terão de estar atentos, como seria bom que Jorge Jesus ministrasse um treino táctico aos apanha-bolas. Sobre a equipa do Braguinha de Augusto Duarte, só tenho uma certeza: ao contrário do que aconteceu no jogo contra o Porto, Meyong vai certamente jogar de início. Julgo mesmo que o jogador terá sido poupado no Dragão para se apresentar hoje nas melhores condições. Será, creio, um jogo difícil, na medida em que o Braguinha de Augusto Duarte tem fama de oferecer um prémio de 50.000 euros aos capitães dos adversários do Benfica. Estarão motivadíssimos, os capitães do Braguinha de Augusto Duarte.
OBenfica, que nunca perdeu uma final com o Porto, venceu, sem surpresa, a Taça da Liga. É verdade que Nuno foi incapaz de segurar um remate relativamente fraco de Rúben Amorim, mas é provável que o guarda-redes do Porto estivesse a jogar lesionado por ter as falangetas doridas de redigir comunicados.

Não posso, claro, deixar de fazer uma alusão ao lamentável ambiente de violência que rodeou o jogo. Foi especialmente chocante a conduta daquele hooligan que joga no centro da defesa do Porto. Registo, apesar de tudo, a lucidez de Bruno Alves quando mostrou quatro dedos ao público. Mesmo naquela hora difícil, o central manteve a cabeça fria e foi capaz de calcular a média de golos sofridos pelo Porto nas goleadas contra Arsenal e Benfica: quatro. E fez questão de informar o público da conclusão a que tinha chegado.

Quanto à final propriamente dita, apesar de tudo foi um jogo à antiga: dantes, o árbitro perdoava a expulsão a dois jogadores do Porto e o Porto ganhava. Agora, o árbitro perdoa a expulsão a dois jogadores do Porto e o Porto perde por 3-0. Talvez tenha mudado qualquer coisa, mas o essencial manteve-se.

Tendo em conta a gravidade dos factos que foram ocorrendo fora do campo, é forçoso reconhecer que este campeonato ficará conhecido por causa de factores extra-futebol: para todos os efeitos, este será sempre o campeonato durante o qual foram publicadas as escutas do Apito Dourado no YouTube. Mas o túnel da Luz também teve algum protagonismo. Depois de a Comissão Disciplinar da Liga ter deliberado, de forma completamente absurda, que os stewards eram agentes desportivos, o Conselho de Justiça da Federação veio finalmente pôr ordem na demência e decidiu que os stewards são, na verdade, público. Como é óbvio, fez-se justiça. Parece evidente que os profissionais contratados para controlar o público são, também eles, público. Suponho que, quando um steward falta ao serviço, não seja punido: trata-se de um espectador a quem não apeteceu ir ao estádio nesse dia. E ficaria surpreendido se os stewards agredidos não fossem, eles sim, castigados: ao que pude apurar, nenhum daqueles membros do público agredidos por Hulk e Sapunaru tinha pago o respectivo bilhete. Uma vergonha que não deve passar sem punição.

Agora sim, o castigo de três jogos a Hulk parece adequado à infracção. Recordo que, em Braga, Cardozo foi castigado com dois jogos de suspensão por, como as imagens demonstraram, não ter agredido ninguém. Hulk levou mais um por espancar um segurança. É mais do que justo que as agressões efectivas sejam punidas com mais um jogo do que as imaginárias.

Há, no entanto, alguns pormenores inquietantes no acórdão do CJ da Federação. Os portistas sempre sustentaram que os castigos a Hulk e Vandinho eram igualmente injustos. Faziam parte da mesma sombria cabala que devia ser combatida à força de vigílias. Agora, contudo, dizem que foi feita justiça quando o CJ da Federação manteve o castigo de Vandinho (cuja equipa segue no campeonato à frente do Porto, a propósito). Mais: o Porto mantém que a deliberação da Liga é extremamente iníqua, profundamente injusta, manifestamente reles, deliberadamente maldosa, safadamente ruim. O acórdão do CJ, apesar de não concordar com ela, diz que é, e cito, «legítima». Quem toma decisões legítimas deve indemnizações a alguém? A justiça chega tarde mas chega confusa.

Ricardo Araújo Pereira, 27 de Março 2010 in Jornal A Bola

Saviola OK







O avançado Javier Saviola deverá ser opção inicial de Jorge Jesus para o embate de amanhã com o Sp. Braga, uma vez que o argentino já ontem fez trabalho com bola, apresentando claros sinais de recuperação da contusão que o impediu de trabalhar nos dois dias anteriores.
Segundo Record apurou, Saviola foi submetido a um exame radiológico que confirmou a não existência de qualquer problema de ordem muscular. Na sessão, que decorreu no Seixal, Saviola trabalhou boa parte do tempo com os demais companheiros mas por cautela foi poupado ao fim de meia hora, dando claros sinais de recuperação das dores que o condicionaram nos últimos dias.


sexta-feira, 26 de março de 2010

Mossoró quer 3 pontos...


Mossoró disse: «Queremos sair da Luz com os três pontos»!

Se provocares os Stewards até podes sair de lá com mais!


O Hulk pode dar-te umas dicas...

Não custa nada e só apanhas 3 jogos!





.

Cartoon Ricardo Galvão


Só faltam os coletes reflectores dos stewards...



.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Crónicas Leonor Pinhão

Um  árbitro na auto-estrada

O Benfica é um justo vencedor da Taça da Liga. Jogou razoavelmente bem ao longo dos 90 minutos, o que chegou e sobrou para vencer por margem expressiva o outro finalista. Objectivamente, e para além do sabor do triunfo, o Benfica jogou pior em Faro, no domingo, do que tinha jogado em Marselha, na quinta-feira passada. Em França, a exibição do Benfica teve momentos de grande brilhantismo. Em Faro, o Benfica só soube ser brilhante entre o minuto 43 e até ao fim do intervalo. E sem bola, como é óbvio. Mas, nesse período, deu enorme festival.
O programa do adversário para o intervalo era absolutamente previsível, estando a perder por 2-0 e pressentindo difícil a tarefa da recuperação. Trata-se de um reportório velho, bolorento, enfim, tristemente senil. Naquelas circunstâncias, o que melhor conviria aos interesses políticos e religiosos do adversário já não era sequer marcar dois ou três golos no segundo tempo. Era apenas incendiar os instantes finais da primeira parte com uma cena de desacatos físicos e verbais no campo que se arrastasse em cortejo demencial até às cabinas, a escondido do público, de modo a que os tristes serventuários do papado pudessem passar o resto da vida a falar sobre a Taça do Túnel.


Não tiveram sorte nenhuma. E isso é que foi brilhante, revelando uma incrível maturidade mental por parte dos jogadores do Benfica que, ainda num passado recente, tinham caído que nem patinhos em artimanhas semelhantes, quer no túnel de Braga, com o árbitro Jorge Sousa, do Porto, quer no relvado de Olhão, com o árbitro Artur Soares Dias, também do Porto, por inusitada coincidência.

Desta feita viajou o árbitro Jorge Sousa ao Algarve e, faça-se justiça, foi o único entre os que tiveram de percorrer 600 quilómetros para baixo e 600 quilómetros para cima, que não se queixou da distância!

Também Pablo Aimar, ao minuto 43, não se queixou da agressão que sofreu ali bem junto à linha. Melhor do que isso foi o facto de, ainda pelo chão, ter sorrido complacentemente para Bruno Alves e de ter ensaiado um gesto carinhoso, fazendo uma festinha repleta de bonomia na cabeça fervente do destrambelhado capitão do FC Porto. A reacção de Bruno Alves a este monumento de contenção e de espírito desportivo protagonizado por Pablo Aimar fica para a História. Enquanto os jogadores do Benfica se afastavam inteligentemente, e sem ter ninguém por perto a quem insultar ou atingir, Bruno Alves viu-se envolvido por responsáveis do seu próprio emblema que o recolheram com grande, mas com muito grande dificuldade.

Soou o apito para o intervalo e não se sabe o que terá acontecido no túnel entre Bruno Alves e a sua própria comitiva. Mas isso é lá com eles. Quanto aos jogadores do Benfica, esperaram tranquilamente no centro do relvado que os adversários desaparecessem de vista e só então, com o caminho livre, regressaram à cabina para um curto mas muito merecido descanso.

Temos gente crescida, finalmente.

A generalidade da crítica especializada concluiu que o árbitro Jorge Sousa, do Porto, esteve bem tirando aqueles pormenorzinhos de não ter expulso Bruno Alves pelo menos três vezes e de não ter expulso Raúl Meireles por ter agredido e pisado um adversário.

Permitam-me discordar. A arbitragem de Jorge Sousa é só comparável à actuação das forças policiais na A2. Ou seja, foi incapaz de controlar, identificar e afastar os descarados autores dos desacatos.

Se temos forças da ordem que vêem energúmenos a viajar numa auto-estrada sentados nos tejadilhos de autocarros e que sentem que cumpriram a sua missão por terem parado o desfile, obrigado os passageiros a entrar nas viaturas, dando ordem para continuar a marcha sem detenções, então que responsabilidades podemos pedir a árbitros de futebol por serem incapazes de agir conforma estipula a lei?

O nosso Ruben Amorim não se compara ao Ruben Micael deles. Nem a jogar e muito menos a falar. Jogaram os dois Rubens um contra o outro, no domingo, e foi o que se viu em termos de futebol. Na conversa, também o Ruben benfiquista leva grande vantagem. Em primeiro lugar porque não fala muito, enquanto o Ruben portista praticamente ainda não se calou desde que trocou a Choupana pelo Porto, como se tivesse que pagar em débito de improbidades contra o Benfica o grande favor de ter sido contratado pelo clube rival.

No entanto, muitas coisas mudaram. Os discursos de Ruben Micael contra o Benfica não só não nos chateiam como nos tranquilizam. São a evidência de que o FC Porto já não é o que era. Quando qualquer jogador recém-chegado, e sem currículo, se dá ares de ter 20 anos de casa e de falar, com grande e indisputada autoridade, em nome de todos os que já lá estavam antes de ele ter chegado, é um sinal de impensável rasganço no tecido da hierarquia do grupo.

E é por isso mesmo que, no Benfica, se gosta de ouvir Ruben Micael a falar de túneis, onde não aprendeu nada, e a falar da mística do FC Porto que apreendeu todinha em cerca de 23 minutos, o tempo que passou entre o sair do avião na pista do aeroporto e meter-se no carro da SAD que o levou de Pedras Rubras ao Estádio do Dragão.

O nosso Ruben Amorim é de outra laia. Apresenta-se sempre com o mesmo sorriso quer seja titular ou suplente e quando é titular joga à bola como os outros, constatação que é um grande e merecido elogio. A falar, também Ruben Amorim provém de um outro estrato social e cultural. Não provoca nem calunia os adversários, antes pelo contrário.

Como todos estarão recordados, foi ele o autor do primeiro golo do Benfica contra o FC Porto, no Algarve, e, se o seu pontapé foi certeiro, já o guarda-redes Nuno Espírito Santo, num segundo de aflição, não teve mérito no lance.

No final do jogo, Ruben Amorim falou assim: «A minha sorte vem de um azar de um adversário. O futebol é assim. Se falei com o Nuno? Não, nem o vou fazer. Não deve estar feliz e importa respeitar isso.»

Ruben Amorim é um campeão.

O presidente da Câmara Municipal de Braga, que é um ícone do poder autárquico em Portugal, multiplicou-se em declarações de índole futebolística, nesta semana que antecede o Benfica-Braga. Mesquita Machado diz que o «Braga será campeão se os homens de negro cumprirem o seu dever».

Ora aqui está uma coisa que dá que pensar. A que «homens de negro» se refere Mesquita Machado? Como os árbitros já raramente equipam de negro, o edil só pode estar a referir-se aos juízes dos tribunais civis que, esses sim, equipam-se de negro da cabeça aos pés. Pois que cumpram o seu dever!

PS — Por falar em juízes, esta decisão do CJ da FPF tem um não sei quê de estertor de regime. Lembra o preito de vassalagem da célebre Brigada do Reumático ao chefe máximo da Nação uns diazinhos antes do 25 de Abril. Pois que assim seja!
 Leonor Pinhão, 25 de Março 2010 in  Jornal A Bola

Outra vez Pedro Proença...

Pedro Proença no Benfica-Braga

Também foi nomeado para o Sporting-Benfica (0-0) em que perdemos 2 pontos
E no ano passado no Porto-Benfica (1-1) 

Eu não esqueci ...

Vamos ter que correr o dobro...!

Platini esta também é para ti...

Cartoon Carlos Laranjeira


Após a incrível redução dos castigos a Hulk e Sapunaru, parece que vamos ter que os ouvir até ao final do Campeonato que esta foi a verdadeira causa do insucesso desportivo da presente época...

Para quem se acha hoje muito prejudicado, que o primeiro castigo foi uma vergonha e que finalmente se repôs a verdade, aqui fica um link para avivar a memória a toda a gente e constatar o que realmente é/foi um vergonha.

Esta é  a grandeza "Somos Porto" e o seu prestígio além fronteiras: 

VER AQUI

Texto traduzido para Português: 

Para a maioria dos adeptos do futebol Português, a marca "FC Porto" é um sinónimo de corrupção. O líder do clube há mais de 25 anos, o Sr. Pinto da Costa, é bem conhecido não só por ser o presidente de maior sucesso no mundo do futebol, mas também  pelos escândalos de corrupção, que parecem estar constantemente a ele associadas. 
 

Não muito tempo atrás, Platini, ameaçou proibir o FC Porto de participar na Liga dos Campeões por causa do escândalo, que colocou muitos árbitros e executivos  no tribunal. No entanto, FCP não conseguiu a proibição e Platini, tornou-se motivo de chacota em Portugal. 
Nem mesmo os tribunais portugueses foram capazes de punir o presidente do FC Porto, uma vez que os registos de telefone que provavam o seu envolvimento no escândalo de corrupção não foram aceites como prova pelo tribunal.

Hoje as escutas telefónicas, as quais foram anuladas pelo tribunal, foram postados no YouTube. O conteúdo é apenas uma confirmação do que já era conhecido pelo público em geral.

As escutas incluem principalmente as conversações entre o presidente e figuras importantes da arbitragem Português


Subornos são também um tema. O dinheiro não é especificamente mencionado, mas mesmo assim a prostituição é amplamente discutido sob o termo "fruta" (prostitutas) e da expressão "leite e café" (que remete para prostitutas do Brasil) que eram oferecidos aos árbitros. 


Há também uma outra fita na qual o presidente fala ao então Presidente da Liga, a fim de lhe pedir um favor de um processo disciplinar contra o Liedson por dar uma cotovelada num jogador do FC Porto. 


Uma das escutas mais escandalosas é a que envolve  Deco.
O meio-campista Português tinha atirado a bota a um árbitro após ser expulso. Irritado com esta decisão, Pinto da Costa perguntou a um famoso jornalista para publicar uma entrevista com Deco, no qual o jogador afirma que iria reconsiderar o seu lugar na selecção se ele viesse a ser punido pelas suas acções contra o árbitro.
A entrevista forjada foi cuidadosamente preparada, como a audiência de Disciplina da Liga. Deco segue cuidadosamente as instruções do presidente do FC Porto e não foi punido pela liga-um verdadeiro escândalo. 


Agora, Portugal aguarda com expectativa o desfecho desta situação. Pinto da Costa já entrou com um processo judicial sobre a fuga das escutas. O Procurador-Geral Português está a seguir atentamente a situação, tentando encontrar os responsáveis pela publicação dessas escutas, uma vez que estas continham um estatuto de confidencialidade. 


No entanto, a questão permanece: Como não poderia Pinto da Costa ter sido punido pelas autoridades judiciais? 


Muitos suspeitam que Pinto da Costa também tem alguma influência no sistema de justiça, o que não é um exagero. Ele tem alguns relacionamentos íntimos com políticos famosos que ainda têm uma grande influência no sistema jurídico. 

A trama O Padrinho em Português.



ISTO SIM É UMA VERGONHA E A UEFA AINDA NÃO REPÔS A VERDADE...


quarta-feira, 24 de março de 2010

Mais uns dedos na testa...!







 No Flash interview alguém perguntou a Jorge Jesus:

— A estratégia  do Benfica visou uma marcação especial ao Rúben Micael?  

— "Nunca  pensei nisso. Montamos a estratégia em função do adversário mas em  momento algum pensei fazer qualquer marcação ao Rúben Micael.
O Porto  tem outros jogadores mais importantes e com outra qualidade."  


Jesus é Grande!
Jesus está em todo lado...

E como tal voltou a espetar-lhe não um dedo mas cinco com luva branca.... 




.

terça-feira, 23 de março de 2010

Adivinha da Semana



Qual e a diferença entre o FC Porto e uma mota?? 

 

 

A mota só leva 2...!




Jesus proibiu Águias de reagir a Dragões


Os jogadores do Benfica receberam ordens expressas para não responder a provocações dos jogadores do FC Porto durante a final da Taça da Liga, no domingo, como forma de evitar que algum deles pudesse ser expulso e falhar o jogo do título com o Sp. Braga, no próximo sábado...

Esta indicação foi reforçada por Jorge Jesus e Rui Costa ao intervalo, já depois de Bruno Alves ter sido protagonista de vários incidentes com jogadores encarnados e de ter acabado por entrar no túnel de acesso aos balneários do estádio do Algarve literalmente de cabeça perdida e agarrado pelo médico Nelson Puga, que o tentava acalmar.

De acordo com testemunhos apresentados por jogadores do Benfica, "filho da p..." foi uma expressão usadas do princípio ao fim pelo capitão do FC Porto, que, na opinião de uma fonte do clube da Luz, "tentou, mas não conseguiu os seus intentos". 




Os encarnados consideram que o árbitro Jorge Sousa contemporizou ao não expulsar Bruno Alves nos lances em que "agrediu" Pablo Aimar com um pontapé, quando este se encontrava caído no relvado, e Cardozo, a quem agrediu com uma cotovelada na sequência de um lance aéreo... 
Fonte: Correio da Manhã

 Levavam todos a lição bem estudada...
 Parabéns Benfica!


Ser grande também é isto
Assim se constrói o orgulho Benfiquista...






segunda-feira, 22 de março de 2010

65.400 Visitas


APANHADOS QUÂNTICOS atingiu as

65.400 Visitas...


Um número para mim verdadeiramente Mágico

e que faz todo sentido referenciar 


Obrigado a todos os visitantes que num tão curto espaço de tempo contribuíram para este feito







Há uma CÁLCIBERG pró JUJU?



 Jesualdo afirmou que nenhuma equipa se tinha superiorizado e que o equilíbrio fora a nota de uma final que o Benfica venceu por robustos 3-0. Acredito que o professor tenha visto o que, evidentemente, não aconteceu. É como aqueles pais que só vêem virtudes nos filhos. Não se pode levar a mal, mas também não se pode, nem deve, incentivar a visão insensata do jogo. 
É verdade que o Benfica teve, consigo, a sorte de um primeiro golo quase inexplicável. Pode ter sido esse o momento decisivo desta final. Mas é indiscutível que, a partir daí, tudo o que de bom tem este Benfica se acentuou e tudo o que de mau tem este FC Porto se tornou por de mais evidente. 

Frio, cerebral, talentoso e, acima de tudo, muito seguro das suas capacidades, o Benfica teve um domínio quase cruel sobre o jogo e sobre o adversário. Pelo contrário, o FC Porto não conseguiu esconder que vive tempos de profunda ansiedade e de um destrutivo nervosismo que bloqueia os jogadores, tornando-os perdidos numa batalha de cegos. Não se trata, pois, de falta de atitude, mas, acima de tudo, de uma questão de falta de concentração e de autodomínio, o que é próprio de quem vive sobre as brasas de um inferno. 

Vitor Serpa, 22 de Março in Jornal A Bola

E vão Duas para a Luz...!



CARSLBERG

Provavelmente o melhor Clube do Mundo....!





domingo, 21 de março de 2010

Benfica "arrasa" FC Porto (3-0) no primeiro título da época

 
Três, as contas que Jesus fez!
O Benfica revalidou o título conquistado, na época passada, ao bater o FC Porto, na final da Taça da Liga, por 3-0. 
Rúben Amorim, Carlos Martins e Cardozo foram os autores dos golos.
Foi o primeiro título nacional conquistado por Jorge Jesus

 Não foi só obra e graça do Espírito Santo (Nuno)...



CARR3GA B3NFICA!

Mais um Trof3u d3 pr3-3poca!



Eles estão cheios de "pica"


Jogadores, dirigentes, super-dragões, ex-super-dragões querem muito dedicar a vitória a Pedroto, Hulk, Sapunaru, Mariano e Varela...


Vai ser pois uma Final de grande Tensão...


CARREGA BENFICA!



sábado, 20 de março de 2010

Não sou Supersticioso, mas acredito em Jesus!




Em 2008, o Marselha foi eliminado pelo Zenit na Taça UEFA.

O Zenit foi campeão

Em 2009, o Marselha foi eliminado pelo Shaktar na Taça UEFA.

O Shaktar foi campeão

Em 2010, o Marselha foi eliminado pelo Benfica na Taça UEFA.

_________ vai ser campeão




.

Crónicas Ricardo Araújo Pereira


'Welcome' to Algarve

Sendo o Algarve praticamente solo inglês, tenho expectativas mais ou menos elevadas para a final da Taça da Liga. Todos sabemos o que acontece ao Porto quando tem de jogar em Inglaterra contra equipas que vestem de vermelho e branco. Provavelmente por isso, a Liga tomou medidas com o intuito de equilibrar o desafio: a nomeação de Jorge Sousa é um sinal claro de que se pretende um jogo bastante nivelado. Que diriam os portistas se um antigo elemento dos No Name Boys fosse nomeado para arbitrar uma final entre Benfica e Porto? Haveria certamente vigílias lacrimejantes e pungentes comunicados. Que dizem os benfiquistas quando Jorge Sousa é nomeado para arbitrar o jogo de amanhã? Encolhem os ombros. E dizem que o jogo de Marselha, com a arbitragem que teve, foi um bom treino para esta final. É assim que se chama público aos estádios: a maior parte dos Super Dragões vai assistir à partida na bancada, mas um deles terá o privilégio de ver o jogo mesmo no relvado. Ninguém pode acusar a Liga de não saber promover o espectáculo — que terá, aliás, outros motivos de interesse. Depois das escaramuças com José Lima, no intervalo do Sporting-Porto, e com Vilas Boas, no intervalo do Académica-Porto, com quem irá desentender-se o treinador-adjunto José Gomes no intervalo da final? Como é que os stewards da Luz conseguirão provocá-lo de forma infame a 300 quilómetros de distância? Quantos jogos de suspensão serão aplicados aos jogadores do Benfica que não agredirem ninguém, como aconteceu com Cardozo no Braga-Benfica (arbitrado por Jorge Sousa)? Tal como sucedeu no ano passado, irá algum portista sugerir que o Porto perca o jogo por falta de comparência, ou esta época já lhes apetece disputar este troféu? Que inquietação.


Foi uma excelente quinta-feira europeia para os portugueses: o Benfica passou aos quartos-de-final da Liga Europa e Simão Sabrosa também. Aconteceu, em todo o caso, um episódio triste: por uma daquelas coincidências inexplicáveis, dois dias depois de Salema Garção ter instigado os adeptos do Sporting a criarem um ambiente hostil ao Atlético de Madrid, vários sportinguistas apedrejaram os adeptos espanhóis. Quem diria? No entanto, tenho a certeza de que as pedras foram trazidas de Alcochete por sócios do Benfica, os mesmos que, naquele jogo decisivo do campeonato de juniores, atiraram pedras aos inocentes sportinguistas que nunca tinham visto um paralelepípedo na vida. Entretanto, Costinha parece ser o director desportivo de que o Sporting precisava: Sá Pinto tentou expulsar Liedson do clube e não foi capaz, mas Costinha mostrou mais talento e, ao que parece, conseguiu mesmo afastar definitivamente Izmailov. A generalidade dos directores desportivos tem a responsabilidade de recrutar jogadores para a equipa que dirige; no Sporting, compete ao titular do cargo expulsar os que lá estão. É, sem dúvida, um clube diferente.
Que azar teve o Marselha: no espaço de uma semana passou de equipa que, finalmente, mostrou ao Benfica o que era ter pela frente um adversário a sério, com excelentes jogadores de nível mundial, a equipa composta por coxos que, afinal, qualquer um eliminava. Quanto aos benfiquistas, apesar da liderança do campeonato, do melhor ataque, da melhor defesa, do melhor marcador e dos quartos-de-final da Liga Europa, continuam a não embandeirar em arco. Quem quiser saber o que é embandeirar em arco, leia o que se escreveu na semana em que o terceiro classificado ganhou ao Arsenal em casa com um frango e um golo à chico-esperto. Euforia ridícula é aquilo, como os factos viriam a demonstrar com alguma dureza.
Ricardo Araújo Pereira, 20 de Março in Jornal A Bola

sexta-feira, 19 de março de 2010

Le Pied de Kardec



O espírito do Platini, vestido do famigerado azul, pairou mas foi esmagado pelo espírito "Joga Bonito" da melhor equipa do mundo...


Surge assim um novo Mito 20 anos depois...
"A mão de Vata" ( "La main du diable", como diziam os franceses), deu lugar ao "pé de Kardec", ou como dirão os franceses,  
"Le Pied du Diable"




Venha lá o LIVERPOOL...!

 



Benfica - Liverpool 

Fulham - Wolfsburgo

 Hamburgo - Standard

Valência - Atlético de Madrid 



A 1º mão da eliminatória joga-se no Estádio da Luz a 1 de Abril, dia 8 o Benfica regressa à cidade dos Beatles, depois de terem defrontado o Everton na fase de grupos agora é a vez de um encontro em Anfield Road reeditando o jogo dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões em 2005/06, então com motivos para sorrir para o clube da Luz.  Ver aqui


Se passar às Meias-Finais: 

Jogará com o Vencedor do jogo 

Valencia - Atlético de Madrid


quinta-feira, 18 de março de 2010

O GRANDE BENFICA EUROPEU



Grande noite para o Benfica! 
Que grande demonstração de raça, querer e ambição...!

Contra tudo e contra todos: contra o Marselha, contra o árbitro, contra Platini....

Que Orgulho de ser BENFIQUISTA....!

«Era a vitória que desejávamos para o Benfica recuperar o prestígio que tinha na Europa, depois de andar há alguns anos arredado»
Quanto à possibilidade de chegar à final, marcada para Hamburgo: «tudo é possível».
Jorge Jesus

«Os meus jogadores fizeram o que puderam e deram muito. Mas à nossa frente estava uma equipa realmente muito boa que pode muito bem ir à final da competição»
Deschamps





Esqueçam a mão de Vata...
Fiquem com o pé de Kardec!


Resumo do jogo AQUI




.

Fiel obediência a Salema Garção


Confrontos entre adeptos em Alvalade

Devem pensar que por terem ganho o Título de juniores à pedrada...

Quem terá sido o Incendiário Sr.Salema Garção?




Com Nota Artística...!

Cartoon Carlos Laranjeira




Hoje é o dia das grandes decisões na Liga Europa

Marcar é preciso...

Vamos a eles...!


“A SORTE PROTEGE OS AUDAZES”







quarta-feira, 17 de março de 2010

A ERA DE JESUS




Independentemente do que acontecer até ao final da época, neste momento, já se pode falar num Benfica Antes de Jesus e Depois de Jesus.



Com Jesus não houve "Ano Zero"...

Quando chegou disse que com ele o Benfica ia Jogar o dobro e que tinha a certeza que ia ser Campeão.


Desde então transfigurou uma equipa e o Céu é o limite...






Duas Noites Épicas


Nas últimas duas vezes que o Benfica empatou a uma bola na primeira mão de uma eliminatória na UEFA foi brilhante na segunda - as "vítimas" foram Arsenal e Bayer Leverkusen... 

Arsenal (1991) e Bayer Leverkusen (1994) caíram aos pés do Benfica, os ingleses vergados a uma derrota por 1-3, os alemães com um empate 4-4 num jogo totalmente louco.


Nestas duas noites, um elemento comum:  Rui Costa

Rui Costa lembra-se bem dessas duas noites, pois esteve em ambos os jogos, substituído, curiosamente, na parte final das duas partidas (saiu aos 80 minutos em Londres, aos 85' em Leverkusen). De todos os elementos do Benfica actual, o director desportivo e administrador da SAD é o único a ter a legitimidade para mostrar aos jogadores como se pode transformar um empate comprometedora uma bola numa eliminatória categórica. 



terça-feira, 16 de março de 2010

CSKA conseguiu...Benfica vai conseguir!




Depois de empate 1-1 em Moscovo, o CSKA foi esta terça-feira a Sevilha vencer a turma espanhola por 2-1. Pela primeira vez na história, os russos garantem os quartos-de-final da Liga dos Campeões. 

O Sevilha foi incapaz de transportar para o campo toda a euforia dos seus adeptos.

Na primeira mão, os russos já tinham sido os primeiros a marcar, por intermédio do checo Necid, aos 39 minutos, tendo o Sevilha igualado pelo argentino Diego Perotti.



Espero ver um  "Filme" muito semelhante Quinta Feira em Marselha...


Penaltys sob Pressão


Todos os penaltis desperdiçados esta temporada por Cardozo foram apontados quando ainda pairava a incerteza no resultado. Em jogos oficiais, foram quatro os falhanços da marca dos 11 metros por parte de Tacuara.

Em comum a todos os falhanços está o facto de se tratarem de penáltis decisivos para o evoluir do marcador. 
Por outro lado, em todos os outros penáltis que converteu (seis), o Benfica já estava em vantagem no marcador e apenas em dois não vencia por dois ou mais golos de diferença

É mesmo caso para dizer que os factos não enganam: com incerteza no marcador, a tendência de Cardozo é (ou tem sido)... falhar. O problema parece ser psicológico...


Relativamente ao Jogo com o Nacional da Madeira, João Vieira Pinto escreveu:


Nunca poderia ser Cardozo a marcar o penalti 
"Com o resultado em 0-0, nunca poderia ser Cardozo a bater o penálti! Mesmo que não haja qualquer proibição por parte de Jorge Jesus em relação ao paraguaio, este, por iniciativa própria, não deveria marcar penáltis. Não se trata de falta de qualidade, muito menos de falta de confiança por parte da equipa técnica ou dos companheiros de equipa - simplesmente falta-lhe sangue-frio. Numa altura em que o campeonato se está a decidir, os interesses individuais não se podem sobrepor aos da equipa. É que o Braga está a apenas três pontos e, caso saia da Luz com um empate, convém não esquecer que o Benfica ainda vai ao Dragão e recebe o Sporting. Ainda há muito campeonato pela frente…"
João Vieira Pinto in Jornal O Jogo


Jorge Jesus voltou a mostrar total confiança em Cardozo para futuras marcações de grandes penalidades.

E se em Marselha com o resultado em 0-0 o Benfica beneficiar de uma grande penalidade?

Será a decisão mais acertada continuar a insistir que seja Cardozo a marcar?


Porque não Saviola.... ?





segunda-feira, 15 de março de 2010

domingo, 14 de março de 2010

Grande passo rumo ao Título!


Um golo de Cardozo consumou uma vitória suada mas justa dos encarnados na Choupana.

Benfica falhou um penalty por Cardozo mas no minuto seguinte, o internacional paraguaio fez o único golo do jogo da Choupana.

GRANDE PASSO RUMO AO TÍTULO...!

O Benfica retoma assim a liderança do campeonato e vai receber o Braga no "Jogo do Título" com três pontos de vantagem.


Não há Poupanças...!


O Braga pôs pressão e o Benfica está obrigado, hoje, a vencer o Nacional da Madeira para recuperar a liderança do campeonato. Na próxima jornada, haverá confronto directo.

Jorge Jesus em declarações à Benfica TV, destacou a importância de uma vitória na Madeira, rumo ao título: “Os jogos no campo do Nacional são sempre difíceis, penso que este jogo se torna ainda mais difícil, não só por estarmos a chegar à hora das decisões, como também me falta saber como é que a equipa vai recuperar do jogo de quinta-feira, porque teve poucas horas para recuperar e tudo isso é uma incerteza para mim. 

Nós estamos moralizados e sabemos que estamos a atravessar um momento muito bom. Espero um Nacional forte, porque a jogar em casa costuma ser muito forte. 

O Nacional vai montar uma estratégia defensiva muito forte e vai tentar surpreender em situações de contra golpe e nas bolas paradas. Aqui não há nada a esconder. O Benfica não vai ter 72 horas de recuperação, que é o mínimo. Jogámos contra um adversário que nos obrigou a correr mais que em outros jogos, mas estamos preparados para responder, ou com os jogadores que enfrentaram o Marselha, ou com outros jogadores.

A chave do título não passa por este jogo, mas é um passo muito importante. Ficam a faltar menos jogos e o Benfica continua a manter a diferença pontual dos nossos dois rivais, portanto em caso de vitória é um passo muito importante rumo ao título”.



sábado, 13 de março de 2010

Crónicas Ricardo Araújo Pereira



Misteriosos Desaparecimentos 

(…) só há duas coisas que eu odeio, quando se referem a mim: que me tirem o Miguel do nome e que me ponham a dizer uma palavra que eu nunca uso: «algo»


(…) reconfortando-se ao encontrarem-se uns aos outros na missa algo despovoada desse domingo na vila


(…) eu atravessaria a rua como se flutuasse dentro de um sonho ou de um pesadelo, algo de irremediável se teria então quebrado para sempre

Miguel Sousa Tavares


E, de repente, deixou de se falar no túnel da Luz. Confesso que estou preocupado. Talvez valesse a pena as autoridades competentes lançarem o alerta do costume: «Desapareceu das colunas de opinião o túnel da Luz. Da última vez que foi visto usava uma estrutura de metal coberta por uma lona branca com a marca dos pitons do Fernando. Se alguém possuir informações que nos possam levar ao seu paradeiro, por favor contacte a Polícia de Segurança Pública.» O mais chocante neste desaparecimento é o facto de serem precisamente as mesmas pessoas que mais lembraram o túnel da Luz aquelas que agora o esquecem. Foram meses de análises, lamentos, acusações, queixinhas, vigílias, comunicados — tudo em nome do túnel. Subitamente, depois de duas goleadas e um empate em casa com o 13º classificado, o túnel desapareceu. De repente, as opções do professor Jesualdo são duvidosas, o plantel é pobre, os reforços são fracos, a estratégia falhou e o modelo de gestão morreu. E o túnel? Com que desumanidade se descarta assim uma infraestrutura que, ao longo de tantas semanas, cumpriu com brilhantismo o seu papel de bode expiatório de todos os fracassos? Houve vigílias contra o modelo de gestão? Não. O plantel uniu-se para emitir um comunicado a condenar a sua própria falta de qualidade? Claro que não. Foi tudo feito sempre a pensar túnel, no mesmo túnel que é agora injustamente esquecido. A ingratidão é muito feia.


Mesmo tendo feito uma época menos boa, o clube da estrutura — ah, a estrutura! — continua a dar lições. No Benfica, onde a organização é fraca e a estrutura inexistente, dirigentes e adeptos têm celebrado o bom futebol, as goleadas e a liderança do campeonato. Um erro, evidentemente. São entusiasmos que não se admitem numa gestão altamente profissionalizada. No Porto, a estrutura — ah, a estrutura! — é sólida e não embarca em euforias. O presidente olhou para a tabela, verificou que se encontrava num prometedor terceiro lugar e, com toda a sensatez e realismo, prometeu o título de campeão a vivos e a defuntos. É assim que se gere um clube. Temos muito a aprender.

Àchegada de Londres, Pinto da Costa não aproveitou a presença das câmaras e dos microfones para fazer uma das suas habituais e divertidas ironias, ou para atacar o centralismo, ou para declamar José Régio. Na verdade, Pinto da Costa nem sequer apareceu. O gesto, como sempre, foi mal interpretado. Não há, na atitude de Pinto da Costa, a mais pequena falta de solidariedade nem de coragem. Na verdade, foi um gesto de verdadeiro portista: a equipa tinha acabado de fazer história na Europa, e Pinto da Costa não quis roubar o protagonismo aos jogadores e treinador. Quando os jogadores são contratados, é ele que os descobre, que os negoceia, que tem a argúcia de os roubar ao Benfica. Quando levam cinco de um Arsenal desfalcado de Fabregas, Van Persie, Gallas, Djourou, Ramsey e Gibbs, é altura de se reconhecer o mérito ao professor Jesualdo. Há um tempo para tudo.

 Ricardo Araújo Pereira, 13 de Março 2010 in Jornal A Bola

sexta-feira, 12 de março de 2010

Dor de Cotovelo é Terrível...!



Segundo  o Jornal Record, "Helton ficou fora dos convocados para o jogo contra a Académica por ter uma epitrocleite (dor no cotovelo direito)"

Dor de Cotovelo é ...!

Querem ver que já sabe o fim do Filme...

Dúvida de um Portista no IRS deste ano...


Provavelmente até vão ganhar qualquer coisa este ano, mas não resisti em postar isto...


 Dúvida colocada no site das Finanças:

 - Sou sócio do FC PORTO e estou a fazer a minha declaração de IRS.
 Como pago a quota de sócio todos os meses, devo colocar o FCP como
 meu dependente?

 Resposta das Finanças:

 - Claro que não. Só pode colocar dependentes na Declaração de IRS quem
 ganhou alguma coisa em 2009...

 No seu caso, uma simples Declaração de Isento é o suficiente.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Balde de Água Fria....



Liga Europa: Marselha empata na Luz (1-1) e fica em vantagem para a 2ª Mão

O cenário que o Benfica quereria evitar - sofrer golos - concretizou-se...
Benfica apenas "acordou" na 2ª Metade, pressionando bem mais sobre a formação de Didier Deschamps e chegando ao golo com alguma sorte à mistura: um cruzamento de Di María, do lado esquerdo, com Mandanda a soltar a bola para a frente e Maxi Pereira, com a canela  a desviar para o fundo da baliza do Marselha (75').

Já perto do final, Ramires enviou uma bola à trave da baliza contrária, perdendo a oportunidade de ampliar a vantagem para 2-0 na eliminatória e, aos 89', Ben Arfa - entrado durante a 2ª Parte - fez o golo do empate para o Marselha e gelou a Luz...

Agora para conseguir o apuramento,o Benfica terá que empatar a duas bolas ou vencer no Stade Véldrome na próxima quinta-feira... 



 Jorge Jesus lamentou o facto de a sua equipa não ter conseguido segurar a vantagem de um golo até à final da partida: “É pena não irmos com uma vantagem de um zero porque nos dava uma segurança táctica e emocional para a segunda-mão”.
Apesar desse facto, o técnico considera que tudo está em aberto para a segunda-mão: “Está tudo em aberto para o segundo jogo. O Benfica vai fazer golos em Marselha porque o Benfica faz golos em todo o lado. Temos valor para isso”.


Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin