domingo, 28 de fevereiro de 2010

Uma delícia ouvir isto...


Sporting 3 - FC Porto 0

 (Mais uma prova dos 9)
a 9 do Glorioso...




" Não vamos atirar a toalha ao chão... "


E assim se perde um campeonato em 8 dias:

Ganha-se ao Braga e perde-se com o Sporting!


Ps: Pinto da Costa tinha razão quando disse que o principal adversário era o Braga...

A Prova dos Nove....

 

 Será que ainda alguém tem dúvidas que somos a melhor equipa do Campeonato?

Vitória categórica em Leixões por 4-0 onde há duas jornadas atrás o FC Porto não foi além de um 0-0...




sábado, 27 de fevereiro de 2010

Crónicas Ricardo Araújo Pereira

 
 
Deus os livre dos castigos, que do ridículo é mais difícil
 
Indignado com certas falcatruas, Rui Moreira deu o braço a Fernando Madureira, dos Super-Dragões, e foi manifestar-se para a sede da Liga de Clubes com o intuito de moralizar o futebol português. Os dois adeptos do clube cujo presidente cumpre neste momento uma pena de suspensão de dois anos por tentativa de corrupção estão compreensivelmente preocupados com determinadas injustiças. Sabemos todos que os sócios do clube que pagou uma viagem ao Brasil a Carlos José Amorim Calheiros são particularmente sensíveis aos atentados à verdade desportiva. Não admira: os adeptos do clube cujos dirigentes foram escutados a providenciar o fornecimento de rebuçadinhos, café com leite e fruta para dormir a certas equipas de arbitragem sempre foram extremamente exigentes no que toca à lisura e à honradez. Por isso, Rui Moreira não podia ter deixado de fazer ouvir a sua voz em uníssono com a de Fernando Madureira, protagonista do livro O Líder, obra na qual relata alguns episódios curiosos ocorridos com a claque que dirige. Sobre o modo como os Super Dragões adquiriram ingressos para um Braga-Porto de 1995, por exemplo, diz Madureira, e cito: «Pelo que se comentava, muito do pessoal tinha notas falsas para comprar os bilhetes e ainda trazer troco.» A propósito de uma paragem dos Super Dragões na auto-estrada, a caminho de um Setúbal-Porto de 2002, Madureira revela: «Foi o caos! Entraram cem gajos pela área de serviço e roubaram tudo o que lhes apareceu à frente.» Foi esta mesma claque que se manifestou na companhia de Rui Moreira, e que afixou nas bancadas, no dia do Porto-Braga, uma faixa com os dizeres: «Contra… falsidade e roubalheira». Ou seja, a claque que, segundo o seu líder, pagava com notas falsas e roubava tudo o que lhe aparecia à frente, está agora precisamente contra a falsidade e a roubalheira. Enfim, toda a gente tem o direito de mudar de opinião.

No jogo contra o Braga, o Porto beneficiou da exclusão de Vandinho pela Comissão Disciplinar da Liga, e também da exclusão de Meyong por Domingos Paciência, e obteve um resultado bastante desnivelado. Na véspera, o plantel do Porto reuniu-se em torno do seu líder, o terceiro guarda-redes, para o ouvir expressar, e cito, «a indignação de que somos vítimas». O orador foi bem escolhido, na medida em que não há ninguém que compreenda melhor a situação de Hulk do que Nuno: ele também fica sempre fora dos convocados. Este é o ano em que todos os azares batem à porta da equipa portista: primeiro, Hulk e Sapunaru foram suspensos só porque espancaram quem, segundo ficou provado, não os insultou nem agrediu; agora, os portistas são, creio que em estreia mundial, «vítimas de indignação». A dura realidade é esta: sem Hulk, a equipa do Porto vê-se condenada a alinhar apenas com jogadores que trocam mesmo a bola uns com os outros, o que prejudica qualquer sistema táctico. Não são só os portistas que reclamam o regresso de Hulk. Eu, como adepto do Benfica, também. Recordo com saudade a última exibição de Hulk antes do castigo, no estádio da Luz, em que o único remate à baliza que fez saiu pela linha lateral.

Entretanto, os jogadores do Benfica, que até hoje não apareceram envolvidos em agressões em quaisquer imagens de quaisquer túneis, continuam empenhados em levar a cabo uma actividade que parece ter caído em desuso: jogar futebol. Mas, nos últimos 30 minutos do jogo contra o Hertha, o Benfica não acrescentou qualquer golo aos quatro que marcou na primeira hora — o que parece indicar que, como dizem os críticos, a equipa está cansada. Às goleadas exuberantes do início da época, sucedem-se agora vitórias tangenciais por magros 4-0. A gestão que Jorge Jesus fez do plantel produziu esta triste equipa exausta que lidera o campeonato isolada com o melhor ataque e a melhor defesa. É triste, este cansaço. Quem me dera estar em terceiro, cheio de força, com o plantel correctamente gerido, a seis pontos do primeiro e a cinco do segundo. Mas não se pode ter tudo.
Ricardo Araújo Pereira,27 de Fevereiro in Jornal A Bola

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Venda em Standby até Domingo*





VENDE-SE T1


Instalações modernas e arrojadas, decoradas com azulejos coloridos.

Design pindérico ao estilo WC gigante

Amplo logradouro interior com zona ajardinada (relva danificada)

Ideal para Casamentos e Baptizados, Meetings Jeovás ou Mega Loja do Chinês

Bastante Arejado

Excelentes acessos
(junto à 2º circular, autocarros e metro nas proximidades)

Motivo da alienação:  Mudança de ramo de actividade

Base de negociação: Ordenado mínimo nacional para 2010



* Sporting - FC Porto



-

Crónicas Leonor Pinhão

Seguiu-se a Vigília do Sport Lisboa e PJ

MENOS de 24 horas depois da vigília pela verdade desportiva encabeçada por Rui Moreira, presidente da Associação Comercial do Porto, e por Fernando Madureira, presidente dos Super Dragões, a brigada de crimes económicos da Polícia Judiciária iniciou, de forma bem mais discreta, uma vigília por uma outra verdade qualquer nos gabinetes da SAD portista, nas instalações do Estádio do Dragão. De acordo com as primeiras informações sobre as referidas buscas, esta operação foi executada a pedido da Interpol e da polícia belga, isto é, da Bélgica, e os agentes portugueses que a efectuaram pertencem aos quadros da PJ da cidade do Porto. Será, portanto, relativamente difícil para os lamentáveis ideólogos da teoria dos «túneis» e das «toupeiras» acusar o Benfica de estar por trás de mais esta manobra conspirativa para impedir o FC Porto de se sagrar pela quinta vez consecutiva campeão nacional.

A não ser que a conspiração tenha atingido um nível internacional, o que já parece grande exagero. Mas, mesmo assim, nunca fiando…

Na tarde de terça-feira, à mesma hora que o Benfica, no Estádio da Luz, jogava bom futebol e despachava os alemães do Hertha com uma goleada limpa, o presidente da Associação Comercial do Porto, em boa ainda que diminuta companhia, manifestava-se à porta da Liga de Clubes contra a Comissão Disciplinar da Liga em função da «injustiça» dos castigos a Hulk e a Sapunaru. «O que estão a fazer ao FC Porto é indigno», concluiu Rui Moreira. E, neste ponto, tem muita razão. A começar por ele próprio, se quiser reflectir melhor sobre o assunto.

Tal como muitos que sempre se recusaram a escrever ou a falar objectivamente sobre o conteúdo das escutas do processo Apito Dourado, optando pela fácil e pouco corajosa solução «técnica» de considerar as mesmas escutas ilegais, os mesmos, e outros mais, vêm agora considerar que a suspensão dos dois jogadores do FC Porto é uma grande injustiça porque, tecnicamente, os funcionários das empresas de segurança não são «agentes desportivos», portanto podem levar pancada à vontade como, no passado, já levaram jornalistas e outros miseráveis afins.

É de facto indigno do FC Porto ter pessoal que, desta maneira, o pretende estar a defender, lavando com uma esponja notórios pecadilhos e óbvios pecados que já nem constituem escândalo, antes fazem parte do anedotário nacional.

Passa-se no FC Porto um problema que, com o andar do tempo, teria inevitavelmente de surgir.

Trata-se, porque ninguém vai para novo, da questão da sucessão de Pinto da Costa. Acrescente-se a este facto outro facto importante: o presidente do FC Porto foi sujeito a uma levíssima pena disciplinar, uma suspensão, que, no entanto, o impede de entrar em acção através dos jornais e das televisões com o ênfase e o sentido de oportunidade que sempre o caracterizaram.

Órfãos dos discurso presidencial, logo se perfilaram os seus pretensos substitutos para preencher o vazio, dar uma satisfação aos caríssimos ouvintes e marcar pontos na corrida que, mais cedo ou mais tarde, se avizinhará.

E é nisto que estamos.

Quanto à Liga, pois continua a trabalhar em prol do Benfica a todo o vapor.

Basta atentar no calendário das provas nacionais desenhado na sua sede, palco de vigílias, para se concluir como é manobra de mais uma «toupeira» vermelhusca o facto de o Benfica ter de jogar a final da Taça da Liga com o FC Porto dois dias depois de jogar com o Marselha a primeira-eliminatória dos oitavos-de-final da Liga Europa.

DE acordo com os jornais, os organizadores da vigília à porta da Liga convocaram também, por via postal e electrónica, os adeptos do Sporting de Braga a comparecer a manifestação de revolta e desagrado pelo facto de andar o Benfica a ser levado ao colo.

Aparentemente, os adeptos do Sporting de Braga não compareceram. Viu-se um cachecol do Beira-Mar e uns quantos adeptos do Boavista, um histórico do futebol português que foi relegado para divisões secundárias na sequência do processo Apito Dourado em benefício directo do Benfica, como entra pelos olhos dentro. Aliás, sempre que os sócios e adeptos do Boavista dizem - e dizem-no tantas vezes - que foram «os bodes expiatórios» do Apito Dourado, é, precisamente, ao Benfica que se estão a referir porque é pelo Benfica e no lugar do Benfica que estão a expiar culpas.

Voltemos aos adeptos do Sporting de Braga que não compareceram à vigília. Fizeram bem.

Em primeiro lugar, porque, por mais que terceiros tentem, o seu emblema não é sucursal de ninguém.

Em segundo lugar porque ainda devem estar indignados com o tom paternalista dos elogios que a exibição da sua equipa no Dragão mereceu do aliviadíssimo treinador do FC Porto - «o Braga provou aqui a razão de ser líder» - e mesmo de adeptos do FC Porto, como Manuela Aguiar que até imaginou «o que seria este FC Porto a jogar numa Liga a sério contra equipas que jogassem de igual para igual como o Braga fez».

Isto não se diz de ninguém.

CONTAM os jornais que o Chelsea abandonou Lisboa de mãos a abanar. Os ingleses vieram à Luz para negociar a transferência de Angel Di María e não terão tido sucesso. Talvez tenha sido apenas um primeiro passo falhado porque não é de prever que o Chelsea, que José Mourinho transformou num dos grandes da Europa, desista facilmente do jovem extremo argentino.

Também o Manchester United já se mostrou interessado no jogador. E o Manchester City também, para não ficar atrás. É normal. Para muitos especialistas, o futebol inglês, por ser limpo e directo, seria o palco ideal para o talentoso jogador. Já para os benfiquistas que são especialistas em futebol internacional e que viram, em duas épocas seguidas, como Di María joga sempre incrivelmente bem contra o Hertha de Berlim, o melhor campeonato para o argentino brilhar seria o campeonato alemão.

Mas para os benfiquistas, que não são nem querem ser especialistas em assuntos externos, o palco ideal para Di María só pode continuar ser o do Estádio da Luz.

E, de um ponto de vista egoísta, têm toda a razão.

Leonor Pinhão, 25 de Fevereiro de 2010 in Jornal a Bola

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Sporting esteve irreconhecível...

Cartoon Carlos Laranjeira


O Sporting carimbou o passaporte para os oitavos-de-final da Liga Europa, ao bater em Alvalade os ingleses do Everton por claros 3-0. 
Matias Fernandez finalmente revelou todo o seu valor com aquele genial toque de calcanhar (enganou-se) que culminou no 3º golo...
-
Belo tónico para voltar a fazer mais uma "gracinha" já no Domingo contra o Foculporto

A Montanha Pariu um...Polvo




Cheguei a sentir um eriçar cutâneo quando li a notícia que a Porqueira, SAD, tinha sido vasculhada pela PJ, em plena Pocilga do Dragão.

Tive a leve esperança que desta vez ninguém tivesse avisado o Porcão-mor e que lá apanhassem uma ou duas, vá, nem digo muitas, falcatruas da Porcalhada.

Mas não. Afinal era uma busca pedida pela justiça belga numa investigação a um cidadão belga, aparentemente o Luciano D’Onofrio.

Como é evidente, isso é a justiça belga a mexer, porque a portuguesa mesmo que apanhe lá as transferências do D’Onofrio para a conta Off-Shore do Porcão isso não vai interessar nada porque a busca será nula, uma vez que os inspectores não limparam os pés à entrada.

Por falar em provas nulas, na segunda-feira o Miguel Sousa Tavares saiu-se com uma brilhante: disse ele ao Sócrates que também concorda que não se deveriam conhecer as conversas do Sócrates, por serem privadas e o Presidente do Supremo (não o Presidente-Supremo) ter ordenado a sua queima nos fornos de incineração da Cimpor em Souselas, que o Sócrates há uns anos mandou fazer.
Porém, acrescentou: mas já que se se conhecem, não podemos fingir que não as ouvimos!

Brilhante! Mas disse o contrário disso quanto às escutas do Apito Dourado!
Como as escutas do Apito também foram nulas e mandadas queimar, não interessa o que o Porcão disse e fez, passa a ser inocente!

Nula é a escuta, mas nulidades não somos nós.


                                                                                                                                       FC


quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Este Golo valia uma estátua





Uma estátua de 10 metros do jogador do Real Madrid foi colocada no centro da praça, rebaptizada de Praça Ronaldo.
Não se trata, no entanto (ainda, pelo menos), de uma homenagem da cidade e do clube madrileno ao golo de CR9 pelo Real (domingo à noite marcou mais um livre «Tomahawk» a 101,5 km/hora...)

A estátua de Ronaldo foi colocada por uma marca desportiva, para rodar um novo anúncio com o jogador português...


O Emplastro esteve lá...!









Mais um notável do FCP que não deixou de estar presente nestas tristes manifestações que são um verdadeiro Hino de pura solidariedade pelo direito à agressão!





"Ninguém mente tanto como o indignado"

Nietzsche



Capas dos Jornais e Resumo do Jogo












terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Guleada cem Porblemas...


Fonte BnR B


Benfica 4-0 Hertha Berlin (Liga Europa) 
 ...Então as goleadas não tinham acabado?

E as exibições com nota artística?


Lamento, mas não era mesmo cansaço...

Venha lá o MARSELHA...!





A Ironia de Jesus



Jorge Jesus, garante que a equipa não está a quebrar fisicamente e ironiza que o único cansaço dos jogadores poderá advir das vitórias que tem somado ao longo da temporada.

«Estamos cansados é de ganhar muitas vezes», disse na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de hoje com o Hertha de Berlim, para a Liga Europa, prova que coloca em segundo plano nos objectivos do Benfica: 
 «A prioridade é o campeonato. Se tiver de prejudicar alguma das competições, será a Liga Europa.»
Mas enquanto lá estivermos... 

"The show must go on..."

Benfica - Hertha Berlin
17:00 Sportv



PS: De preferência com nota artística 10

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Pluribus Unium...




20 Jornadas depois o Benfica isola-se no comando


O melhor ataque
 
A melhor defesa

Pluribus Unium...!

Fotos da Semana

Fonte: Bola7Inc

 

Afinal não é apenas a ETA que está no nosso país...

Que forma original de motivar jogadores...

 

 

 

Crónicas Ricardo Araújo Pereira


Vamos contar mentiras

Há duas alturas em que uma equipa consegue fazer uma época mítica. Uma é quando os seus jogadores praticam bom futebol, despacham os adversários com goleadas, enchem os estádios. Outra é quando os seus adeptos se entretêm a inventar mitos. Na impossibilidade de verem a sua equipa cumprir os requisitos da primeira, há colunistas que se vêem forçados a optar pela segunda. É o caso de Miguel Sousa Tavares. A sua última crónica era um soberbo monumento de mistificação. Dizia ele sobre o Benfica: «[n]o último campeonato ganho, o do Trapattoni, (…) nos últimos dez jogos todos os golos dos encarnados aconteceram de penalty e livres inventados ou duvidosos à entrada da área». Ou seja: no ano em que o Porto teve três treinadores, e na mesma época em que obteve o recorde de maior derrota caseira da liga (os célebres 0-4 frente ao Nacional), como conseguiu o Benfica ganhar o campeonato? Como é óbvio, com o auxílio da arbitragem. De outro modo, não se concebe como teria podido superiorizar-se ao fortíssimo Porto de Del Neri, Fernandez e Couceiro. Não houve presidentes do Benfica a receber árbitros em casa, nem vice-presidentes apanhados a oferecer quinhentinhos, nem viagens pagas ao Brasil — mas foi demasiado evidente que os árbitros beneficiaram o Benfica naqueles «últimos dez jogos», em que «todos os golos dos encarnados aconteceram de penalty e livres inventados ou duvidosos à entrada da área». Só há um pequeníssimo problema. É que isto é mentira (lamento, mas não há outra palavra). Nos últimos dez jogos desse campeonato, o Benfica jogou, por exemplo, com o Gil Vicente. Ganhou por 2-0, com um golo de Mantorras de bola corrida, a passe de Manuel Fernandes, e outro de Miguel, também de bola corrida, a passe de João Pereira. Depois, jogou com o Setúbal. Voltou a ganhar por 2-0, com um golo de Manuel Fernandes de bola corrida (belo remate de fora da área) e outro de Geovanni, também de bola corrida, na sequência de jogada pela direita. A seguir, jogou com o Marítimo. Ganhou por 4-3, com dois belos golos de Nuno Gomes, ambos de bola corrida (um a passe de Miguel e outro após centro de Geovanni), outro de Mantorras, em lance de (talvez o leitor já tenha adivinhado) bola corrida, e ainda um de Miguel, em remate de fora da área, na sequência de livre de Simão. E ainda jogou com o Estoril. Ganhou por 2-1, com um golo de Mantorras, após um canto (não um penalty), e outro de Luisão, depois de um livre junto à bandeirola (não à entrada da área). Claro que houve jogos que o Benfica venceu com um golo de penalty, como o Benfica-Belenenses, curiosamente na mesma jornada em que o Porto ganhou por 1-0 ao Marítimo com um golo de McCarthy em fora-de-jogo. Mas, a menos que dez jogos tenham deixado de ser dez jogos, ou que a expressão «todos os golos dos encarnados» tenha deixado de significar «todos os golos dos encarnados», Sousa Tavares inventou um mito.

No entanto, o atraso de uma equipa no campeonato é directamente proporcional à capacidade de efabulação dos seus adeptos. Não se estranha, portanto, que Sousa Tavares tenha prosseguido: «lembro-me bem do penalty decisivo, no último jogo no Bessa, que foi dos mais anedóticos que já vi assinalado». Mais uma vez, é mentira (peço desculpa, mas não há mesmo melhor palavra) que o penalty tenha sido decisivo. O Benfica terminou o campeonato três pontos à frente do Porto. Sem o ponto que aquele penalty garantiu, teria sido campeão na mesma. Resumindo: como o Porto (ainda) não consegue vencer campeonatos estando dois pontos atrás do primeiro classificado, aquele penalty não foi, de todo, decisivo.

Finalmente, a propósito do golo do Braga, diz Sousa Tavares que «entre a saída da bola e o golo decorreram uns trinta ou quarenta segundos em que a bola passou por uns seis jogadores e poderia ter sido umas três vezes definitivamente afastada pelos jogadores do Marítimo antes do belíssimo pontapé fatal de Luís Aguiar.» Permitam-me que atalhe para informar que isto é, como dizer?, mentira. Entre a saída da bola e o golo decorreram, não quarenta, não trinta, nem mesmo vinte, mas dez segundos. E a bola passou por dois jogadores do Marítimo que, no meio de sucessivos ressaltos, não conseguiram sequer tirá-la da grande área. A título de exemplo, compare-se com o golo do Benfica ao Porto. Entre o fora-de-jogo de Urreta e o belíssimo pontapé fatal de Saviola decorreram 13 segundos. E a bola é tocada por quatro jogadores do Porto que conseguem afastá-la para bem longe da área. A diferença é que o lance do Braga é uma minudência, mas o do Benfica é uma mancha que ficará para todo o sempre.

É o que costuma acontecer aos moralistas: tanto tempo a acusar o Benfica de querer ganhar fora do campo, e afinal é o Braga que faz jogadas fora das quatro linhas. Domingos Paciência, que tem historial de estar a olhar para o chão e não conseguir ver lances polémicos, compreendeu o fiscal de linha. Disse que, provavelmente, o árbitro auxiliar não viu a bola fora porque «estava muito perto». Trata-se de uma hipótese brilhante. Pessoalmente, sempre achei que isto de colocarem os fiscais de linha junto da linha era uma estupidez. Em todo o caso, quando o Braga visitar o Benfica, talvez seja bom que Jorge Jesus jogue com dois laterais de cada lado. Um do lado de dentro da linha, outro do lado de fora.

Segundo a opinião insuspeita e prestigiada de Cruz dos Santos, apesar do que por aí se berrou e dos cabelos que se arrancaram, não é certo que tenha havido penalty sobre Ruben Micael no jogo contra o Leixões. Ruben Micael protestou, mas a verdade é que Ruben Micael protesta contra todas as decisões de todos os árbitros. Aparentemente, alguém deve dinheiro a Ruben Micael, ao menos tendo em conta a superioridade chorona que ele exibe em todas as ocasiões. É muito divertida, aquela indolência sobranceira própria de quem parece estar convencido de que é o melhor jogador português. O drama de Ruben Micael é que nem sequer é o melhor jogador madeirense.

Na Luz, embora o futebol tenha sido menos bom do que é costume, o teatro foi de alto coturno. Comovente, o modo como Bruno Vale, depois de cortar a bola com a mão, tentou enganar o árbitro fingindo ter levado com ela na cara. Foi um bom momento, mas é uma estratégia que não resulta em qualquer estádio. No Dragão, por exemplo, os guarda-redes são expulsos mesmo quando levam com a bola na cara.


Hulk incorreu numa infracção punível com uma pena de seis meses a três anos. Em princípio, se houvesse circunstâncias atenuantes, seria punido com um castigo mais próximo dos seis meses. Se houvesse circunstâncias agravantes, seria punido com uma pena mais próxima dos três anos. Apanhou quatro meses. Recordo que a lei previa um mínimo de seis. A Comissão de Disciplina alega a existência de uma forte atenuante: Hulk foi provocado. Ficou provado que os stewards não insultaram nem agrediram (enfim, o equivalente ao Guarda Abel, como muito perspicazmente têm assinalado vários adeptos do quarto classificado). Mas, ainda assim, conseguiram provocar. As piores provocações são, como sabemos, as que não consistem em insultos nem em agressões. Daí constituírem as melhores atenuantes, e contribuírem para uma punição inferior ao que a lei estipula. Vamos supor que, em vez de uma atenuante, a Comissão tinha identificado uma agravante. Alguém acredita que Hulk tivesse sido punido com um castigo superior ao limite máximo previsto na lei?

Ricardo Araújo Pereira,  20 de Fevereiro 2010, in Jornal A Bola

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Foi feita (in)Justiça



Hulk foi suspenso por quatro meses pela Comissão Disciplinar da Liga, na sequência dos incidentes no túnel do Estádio da Luz, no final do jogo com o Benfica
Sapunaru, entretanto como foi emprestado ao Rapid Bucarest, da Roménia, foi suspenso por seis meses...


 Para quem podia apanhar uma pena de 6 meses a 3 anos de suspensão...

Hulk vai falhar oito jogos da Liga Portuguesa de Futebol, regressando à competição na 28ª jornada, no Bonfim, frente ao Vitória de Setúbal. 
 
O brasileiro estará à disposição de Jesualdo Ferreira para as três últimas jornadas da Liga...

podendo jogar ainda o Porto-Benfica...

Coincidência?

Não!

VERGONHA!

Perder Gás ou Ganhar Fôlego?

HenriCartoon





Acredito no Ganhar Fôlego


Este grupo sabe melhor do que ninguém a importância da gestão de esforço sem comprometer resultados e objectivos...

É isso que tem acontecido!

Vamos saber dar uma resposta cabal com intensidade de jogo Máxima já no próximo jogo...do campeonato contra o Leixões!










quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Voltámos a marcar dois golos...

Liga Europa:

Hertha 1 -Benfica 1

Com tanta cautela, o talismã não chegou para quebrar a maldição...
Ainda não foi desta que o Benfica venceu na Alemanha! Di María voltou a marcar em solo germânico (pela terceira vez), e deu sinais de que o trauma ia ser ultrapassado, mas um autogolo de Javi García negou esse cenário. 
O Benfica conseguiu um resultado claramente positivo, com vista à passagem aos oitavos-de-final da Liga Europa, mas a postura demasiado passiva e cautelosa desperdiçou uma bela ocasião para conseguir um triunfo inédito. 


 Jorge Jesus, treinador do Benfica, em declarações à SportTV:

«Um empate fora é bom. Podíamos ter feito melhor, mas nos últimos quinze minutos tivemos alguma dificuldade em sair, e preferi proteger o 1-1, em vez de arriscar. O Rúben Amorim estava com alguma dificuldade. O Felipe Menezes também não entrou forte, e por isso procurei defender um resultado que dá uma margem boa para a segunda mão.»

 Questionado sobre o jogo do fim de semana:
«F.C. Porto-Sp. Braga? Gostava que perdessem os dois. Não é possível? Então qualquer resultado serve»



Prendas de Lucas Fabianski


O FC Porto ganhou uma importante vantagem para chegar os quartos-de-final da Liga dos Campeões, ao derrotar em casa o Arsenal por 2-1, na primeira "mão" dos "oitavos".

A abrilhantar esta vitória muito contribuiu o guarda redes Fabianski que teve muito provavelmente a pior noite da sua carreira ao literalmente introduzir a bola na sua baliza numa defesa aparentemente fácil e depois na segunda parte agarrar a bola com a mão após passe de Campbell...Ruben Micael marcou instantaneamente o livre indireto na área e serviu Falcao para o golo do triunfo... (lance válido mas de Fair-Play muito discutível)  (Ver Golos)

Quem ficou furioso com este lance foi o treinador Arsene Wenger:

 "Nunca vi nada assim em tanto tempo de futebol"

"... nem barreira o árbitro deixou fazer; a cinco metros da baliza, como podíamos defender?"

"O árbitro não pode permitir, é inapropriado permiti-lo. Tem de nos dar a oportunidade de defender"


Quanto a Jesualdo, admitiu que, "no lugar de Arsène Wenger, também teria ficado furioso com o lance que deu a vitória ao FC Porto, mas sublinhou que o golo "é legal" e lembrou um jogo em que o Arsenal venceu o Chelsea nos últimos minutos com um golo igual.."



HenriCartoon

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

All-Star Game da NBA : 108.713 espectadores



A 59.ª edição do All-Star Game da NBA bateu o recorde de assistência, com 108.713 espectadores presentes no "Cowboys Stadium". 

Este é o recinto coberto com o maior ecran do Mundo...

A equipa da Conferência de Leste venceu a do Oeste por 141-139. O MVP do jogo foi Dwyane Wade, que liderou o ataque da equipa de Leste com um duplo-duplo de 28 pontos e 11 assistências.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Maradona não convova Saviola e Aimar



Maradona deu a conhecer a lista de jogadores para o amigável contra a Alemanha a 3 de Março.
 Esta será o último jogo antes da convocatória final o que significa que muito dificilmente estes dois grandes jogadores estarão no Mundial.
Como já era esperado,  Di Maria foi um dos eleitos!

Maradona afirmou  que os que não estão nesta lista continuam com as mesmas possibilidades e que esta é a derradeira oportunidade pois não haverá mais tempo....



Guarda-Redes
Mariano Andújar
Sergio Romero.

Defesas
Martín Demichelis
Nicolás Otamendi
Clemente Rodriguez
Walter Samuel
Gabriel Heinze
Nicolás Burdisso

Médios
Juan Sebastián Verón
Mario Bolatti
Javier Pastore
Ángel Di María
Jonas Gutiérrez
Javier Mascherano
Jesús Dátolo
Avançados
Diego Milito
Gonzalo Higuaín
Carlos Tevez
Lionel Messi
Sergio Agüero


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Bom Feriado de Carnaval




Gloriosamente falando....






.

Coração e Razão

 


From: Domingos Amaral

To: Domingos Paciência

Caro Domingos Paciência

Para a semana, o teu coração vai passar momentos difíceis. Para a semana, haverá talvez o jogo mais decisivo do campeonato para os dois emblemas mais importantes da tua vida, o FC Porto e o Braga. No Dragão, vais sentir certamente as emoções divididas. O passado pesa sempre na vida das pessoas, mesmo quando o presente, pontualmente, o contradiz. Tu foste um grande jogador azul e branco, deste muitas alegrias a esse clube, e agora que estás feito um treinador de sucesso, é perfeitamente natural que um dos teus sonhos seja vir a treinar em breve o teu amor antigo. Contudo, há uma pedra no meio do caminho, e essa pedra chama-se Sp. Braga. Para a semana, tu podes praticamente afastar o FC Porto da Liga dos Campeões, coisa rara e quase impensável no início da época.

É uma ironia do destino: tu, um homem da casa, a dar uma estocada no Dragão. Mas, a ironia não acaba aqui. Se for o Braga a ganhar, será o maior aliado do FC Porto na Liga a pô-lo fora de combate. Com tantos jogadores emprestados pelos azuis, com tão boas relações entre os presidentes, com um treinador tão "azul", será cruel ver um aliado a lucrar com a desgraça. Mas, quem escolheu esse aliado que se aguente. Tens muito mérito no trabalho no campeonato, apesar de nas outras competições - Liga Europa, e Taças de Portugal e da Liga - teres tido prestações medíocres. E, se ganhares ao FC Porto mais uma vez, a coisa fica finalmente só entre nós.

Domingos Amaral, in Jornal Record

«A linha do campeonato está traçada»


Para tudo existe um limite...!
Já todos perceberam que este Braga não corre por fora.
Se este lance fosse em beneficio do Benfica ?

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Simão marca e derrota Barcelona


O Atlético de Madrid venceu  o Barcelona por 2-1, com um golo de Forlan após uma grande jogada de Reyes, e um golo de Simão numa execução fantástica de um livre directo.
Real Madrid está agora a apenas 2 pontos do 1º Lugar...


Alvalade a 21



O nome deste Estádio nunca fez tanto sentido...

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Um Benfica em serviços mínimos...


O Benfica recebeu e venceu o Belenenses por 1-0, em jogo a contar para a 19ª jornada.
Cardozo foi o autor do único golo da partida aos 10 minutos batendo o  seu recorde de golos numa época (23).

Foi um Benfica em «serviços mínimos», numa final de tarde com muito público nas bancadas (45.000) para assistir a autêntico «clássico» de outros tempo do futebol português.

Os «encarnados» marcaram na primeira vez que a bola foi à baliza, num cabeceamento de Cardozo após excelente iniciativa da direita por Ramires, passando depois a jogar mais na expectativa...
O importante foi amealhar mais 3 pontos num jogo em que um dos adversários directos (FC Porto) não foi além de um empate.


Em dia de aniversário (cumpriu 29 anos), Luisão diz que a prenda pretendida era poder festejar a vitória diante do Belenenses, tal como foi conseguido, ainda que pela margem mínima (1-0).

«A prenda que eu queria era a vitória e isso foi conseguido. A equipa sabe que a bola não vai entrar três ou quatro vezes na baliza do adversário, por isso o mais importante é que vencemos e continuamos numa boa caminhada», referiu o jogador, em declarações prestadas na habitual flash interview no final do encontro.

Luisão foi ainda instado a efectuar balanço dos anos que leva ao serviço dos «encarnados»: «Levo já seis anos de clube e cada vez que visto a camisola do Benfica para entrar em campo é motivo de felicidade.»



Crónicas Ricardo Araújo Pereira

 A Árvore Calabote numa Floresta de Guímaros

Acaba de ser publicado um livro que promete animar a época dos portistas (uma vez que a luta pelo segundo lugar não parece constituir animação suficiente). O autor é uma pessoa idónea, sobretudo na medida em que nunca foi levado por Pinto da Costa a conhecer o Papa. Por paradoxal que pareça, os autores de livros mais credíveis são aqueles que o presidente do Porto não apresenta a líderes religiosos. Isto da credibilidade literária tem subtilezas que só estão ao alcance dos críticos mais argutos.
A obra em causa relata acontecimentos passados há mais de 50 anos — que são, em geral, os mais úteis para se compreender o presente. Trata-se de uma investigação sobre Inocêncio Calabote, o árbitro que foi recebido pelo presidente do Benfica em sua casa na véspera de um jogo. Não, desculpem. Enganei-me. É o árbitro a quem o Benfica pagou uma viagem ao Brasil, assim é que é. Peço desculpa, voltei a equivocar-me. O livro é sobre um árbitro que terá recebido quinhentinhos de um vice-presidente do Benfica. Perdão, ainda não é isto. É um árbitro ao qual o presidente do Benfica mandou oferecer fruta para dormir, conforme comprovado por uma escuta. Apre! Não acerto. Bom, parece que se trata de um árbitro ao qual o Benfica não ofereceu nada e que, em troca, terá beneficiado o clube a ponto de fazer com que o Porto ganhasse o campeonato. Enfim, um daqueles escândalos que nem 50 anos de silêncio conseguem apagar. Mas, reconheça-se, um escândalo que se mantém actual: um árbitro que acabou castigado pela justiça desportiva num ano em que o campeonato foi ganho pelo Porto. Realmente, soa-me a familiar.


Os dirigentes do Braga (ou, como lhe chama Augusto Duarte, o árbitro condenado por corrupção passiva, «o meu Braguinha») afirmam que têm sido prejudicados pela arbitragem. Quem beneficia com o prejuízo do Braga? O Benfica, que está em primeiro e só depende de si para continuar em primeiro? Ou o Porto, que está atrás do Braga e depende de terceiros para o ultrapassar? O Benfica, que luta pelo título — ao contrário do Braga, como sempre têm vindo a dizer os seus técnicos e jogadores? Ou o Porto, cujo presidente sempre disse que o seu principal adversário era o Braga? Ora aqui está uma questão difícil.

O Sporting perde em Braga e os sportinguistas: «O Bettencourt não fala?» Depois, o Sporting é goleado pelo Porto e os sportinguistas: «E o Bettencourt, não fala?» A seguir, o Sporting perde em casa com a Académica e os sportinguistas: «Mas o Bettencourt não fala?» Dias depois, o Sporting é goleado pelo Benfica e os sportinguistas: «Mas porque é que o Bettencourt não fala?» É então que Bettencourt regressa do Brasil e diz: «O objectivo do Sporting é o quarto lugar.» E os sportinguistas: «Porque é que o Bettencourt não se cala?» Ainda assim, não sei se a indignação dos sportinguistas é justa. Quando Bettencourt diz que o campeonato do Sporting é o mesmo que o de Marítimo, Leiria e Nacional, está a ofender mais os sportinguistas ou os adeptos de Marítimo, Leiria e Nacional?

Ricardo Araújo Pereira, 13 de Fevereiro 2010 in  Jornal A Bola

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

A Mística do Ruben Amorim



"Somos jogadores do Benfica não precisamos de nenhum incentivo adicional!"


Está tudo dito...
Este é daqueles que transpira Benfica por todos os poros...

Será do nome?




Pelo sorriso depreende-se que o guarda-redes do Klub Sportowy Cracovia não conhece a língua portuguesa. Depois de várias épocas na 2.ª divisão polaca, Lukasz Merda ainda não actuou um único minuto em jogos oficiais esta temporada.
Será do nome?

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Sai um Babete....


PRÓ CARDOZO...!


Jesus perdoa, Cardozo não...


Foi com esta foto que reparei que a agressão do João Pereira fez mossa no "casco" do Ramirez...!







-

Mais do mesmo... Proença



Palavras para quê?

Ultimamente temos assistido a arbitragens muito subtis...

Umas no cravo outras na ferradura e lá vão levando a água ao seu moinho...

Académica pelo que fez merecia o(s) Penalti(s)...

O Facebook do Carvalhal

Via BnR B



"SportingVille" com tanta oferta vai de vento em popa....

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Comunicado do Consultório de Eduardo Barroso



Hoje não há consultas, o Doutor foi-se abaixo...

Optimismo 4EVER

«Taça da Liga já devia estar no Museu»

Recordo as declarações de Miguel Salema Garção após o sorteio das meias finais da Taça da Liga quando soube que tinha calhado o Benfica:

«Sporting quer fazer justiça: Taça da Liga já devia estar no museu» 

«Vai ser um mês em cheio», garantiu. «Vai ser bom para a nossa massa associativa, que é a melhor de Portugal e merece estes jogos. Temos um grupo técnico de muito qualidade, temos um plantel fantástico, por isso estamos preparados para ganhar»

 Bravo Salema!

Este homem raramente se engana...

Continuem a assobiar para o lado e a falar das arbitragens...

PS:Levantem a cabeça!Ainda têm a Liga Europa...


Golos e Capas do Dia

 



terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Benfica goleia no "derby"


Um Benfica em gestão goleou o Sporting (1-4), esta noite, no Estádio de Alvalade, em partida das meias-finais da Taça da Liga e é a primeira equipa a aceder à final da prova.

Com Saviola, Aimar e Cardozo no banco esta vitória foi inteiramente justa e começou logo aos 7' com um golo de David Luiz, num lance de bola parada antecedido de expulsão (justa) de João Pereira.

O domínio "encarnado" deu em segundo golo aos 29', com Ramires a corresponder da melhor forma a uma assistência de César Peixoto e, curiosamente, é a partir deste momento que o Sporting começa a responder.
Aos 36', Liedson reduz a desvantagem e até ao final da 1ª Parte e nos primeiros 15' da 2ª Metade, o jogo foi dos "leões", tendo a equipa de Carlos Carvalhal desperdiçado algumas boas oportunidades.
Certo é que a superioridade numérica e psicológica dos jogadores do Benfica voltou a fazer estragos na defesa leonina, com Luisão a marcar o 1-3 aos 67' e Cardozo - entrado na 2ª Parte - a fixar o marcador final em 1-4  aos 94'.

Com esta derrota, são já quatro consecutivas para os "verde-e-brancos" -  a segunda goleada sofrida no espaço de menos de uma semana, com 11 golos sofridos - e a constatação de que só a Liga Europa move a equipa de Alvalade até ao final da temporada...

O Benfica, por seu turno, tem a possibilidade de voltar disputar a final da Taça da Liga e de revalidar o título que lhe pertence.

"Hoje Houve Taça..."


Carlsberg Cup - Meia-final
SPORTING - BENFICA
20:15

 Leões jogam todo o seu futuro imediato no encontro de hoje com o Benfica.
Depois do percalço da Taça de Portugal contra o Guimarães julgo que esta competição deve ser encarada por parte do Benfica também com a maior ambição. Afinal, até o "Flop" do Quique Flores a venceu no ano passado...

Como um derby é sempre um derby e a cultura desportiva do Benfica mais do que nunca terá que ser sempre GANHAR, espero que hoje não se comente no final do dia que
"Hoje houve Taça"...


José Eduardo Bettencourt foi ao balneário apelar ao profissionalismo do Grupo. O teor da conversa entre o presidente e o plantel, que decorreu na Academia de Alcochete, foi mantido em segredo no entanto não deve ter fugido muito deste discurso:




Vá lá! Temos que dar a volta por cima...!
Vamos dar uma resposta mais forte do que contra a Académica...
Inspirem-se no ALCÓRCON!
Eles também conseguiram...





O Reforço de que se fala....





Com os recentes acontecimentos no aeroporto de Lisboa e depois de se saber que vêem aí novamente os Vikings,

Faz todo sentido pensar em reforços...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Abrunhosa em Homenagem ao Sporting?



Foi um dos momentos altos dos Ídolos

O desabafo de João Manzarra e o seu salto (como se o degrau fosse enorme) também não ficou nada atrás...

Continuo a achar que foi Penalti!

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin