quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Carvalhal no Twitter



Clicar na imagem

Mão escandalosa afasta Trapattoni do Mundial...




Uma vergonha. A França foi ontem apurada para o Mundial graças a um golo no prolongamento obtido em situação de fora-de-jogo e na sequência de uma mão de Thierry Henry. O defesa Gallas marcou aos 103 minutos, quando o público do Stade de France estava desesperado e a preparar um enorme coro de assobios ao mal-amado seleccionador Raymond Domenech.

Giovanni Trapattoni, seleccionador da Rep. Irlanda, estava desesperado com tamanho erro do árbitro sueco Martin Hansson. O golo de Robbie Keane aos 32 minutos tinha anulado a vantagem francesa obtida na primeira mão e bom futebol dos irlandeses colocava a França à beira da eliminação..até que chegou a mãozinha salvadora de Henry que só o árbitro e
Domenech não viram..




A "velha raposa" gostaria que o árbitro tivesse perguntado a Henry a sua opinião sobre o lance que ditou o apuramento da França.

Trapattoni revelou a sua mágoa pela forma como a Irlanda acabou afastada do mundial: "Não estou apenas muito desiludido, estou triste pelo povo irlandês.

Vimos o árbitro hesitar, olhar para Henry... ele devia ter-lhe pedido a opinião. Se o árbitro tivesse perguntado a Henry, ele teria dito... sim, foi mão na bola. A FIFA fala frequentemente de fair-play, mas não vale a pena insistir no fair-play se é para mudar as regras a seguir..."

Onde está o FAIR PLAY Sr. Platini?

Golão que colocou Argélia no Mundial 2010



O jogo foi disputado no Sudão, em que Halliche (Nacional) e Yebda (Portsmouth) emprestado pelo Benfica, foram titulares. Antar Yahia (40m) apontou um grande golo que garantiu aos argelinos o passaporte para África do Sul.

Dobrado o "Cabo das Tormentas"




Um golo de Raul Meireles, aos 55 minutos, confirmou o apuramento de Portugal para a África do Sul. A selecção nacional assinou uma exibição segura e personalizada, que lhe valeu uma vitória (1-0) justa sobre a Bósnia-Herzegovina.
O prometido ataque dos ‘lobos esfomeados’ da Bósnia foi uma ilusão de Miroslav Blazevic, pois Portugal até passou por mais dificuldades em Lisboa. Hoje, a selecção nacional demonstrou uma grande união, resistiu quando foi necessário e resolveu o jogo quando teve oportunidade.

Os ‘lobos esfomeados’ deixaram escapar a ‘presa’ portuguesa, que ruma já a caminho da África do Sul, graças a uma boa exibição colectiva em Zenica. É o culminar de uma década de sucesso, com presenças em todos os Europeus e Mundiais disputados no século XXI...
Agora sim, cheira a África do Sul!

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin