domingo, 11 de outubro de 2009

Contas para o Play-off Mundial 2010


A Selecção Nacional depende de si para disputar o playoff de apuramento para o Mundial-2010, mas depende da ajuda de terceiros para conseguir ser cabeça de série no sorteio e, assim, livrar-se de jogar com a França, com a Rússia e com a Grécia.



Actualmente, a equipa portuguesa é 17.ª classificada do ranking da FIFA e se tudo correr dentro da normalidade conseguirá ser cabeça de série. A normalidade, entenda-se, é a Ucrânia vencer Andorra, fora, na próxima quarta-feira, segurando assim a segunda posição do grupo 6.


Caso os ucranianos, que disputam a vaga no grupo 6 com a Croácia, consigam ultrapassar o último classificado do grupo – Andorra tem 9 derrotas em outros tantos jogos, marcou 3 golos e sofreu 33 - Portugal será cabeça-de-série no sorteio.



Já com lugar garantido no playoff estão duas equipas que se encontram acima de Portugal no ranking: a Rússia (grupo 4, 6.º do ranking) e a França (grupo 7, 10.º do ranking).


Também com lugares no playoff estão a Rep. Irlanda (grupo 8, 38.º) e Bósnia (grupo 5, 46.º).


Restam, pois, os grupos 2 e 3. Se no grupo 3 Eslováquia, Eslovénia e Rep. Checa podem ainda conseguir lugar no playoff, a verdade é que nenhum deles ficará com o lugar de cabeça de série que parece aguardar Portugal. Afinal, são, respectivamente, 45.º, 54.º e 18.º do ranking FIFA.


Já no grupo 2, as contas são outras. Suíça lidera com 20 pontos e é 15.º, Grécia segue em segundo lugar com 17 e é 12.º (as duas estão, pois, à frente de Portugal, pelo que seriam cabeças de série no playoff). Só que Israel (22.º na classificação das selecções FIFA) também sonha com o playoff e pode consegui-lo se vencer a Suíça e se a Grécia perder no Luxemburgo – resultados improváveis, mas matematicamente possíveis.


Acontece que se a Suíça perder e caso a Grécia ganhe, existe ainda a possibilidade de Portugal ser cabeça de série. Tal dependerá do novo cálculo que será efectuado do ranking FIFA, já na próxima sexta-feira. A ser necessário medir forças com a Suíça, tal significará que Portugal conseguiu três vitórias e um empate desde 2 de Setembro (última actualização do ranking), enquanto a Suíça terá 2 vitórias, um empate e uma derrota – esta frente a Israel, o que a poderá levar a perder a liderança do grupo.


Perante estes complexos cenários, caso a Ucrânia vença então Andorra, (e caso Portugal vença Malta), caso a Grécia seja mesmo segunda classificada do grupo 2, os cabeças de série do playoff serão Rússia, França, Grécia e Portugal, e os possíveis adversários Eslováquia, Eslovénia ou Rep. Checa (grupo 3), Bósnia (grupo 5), Ucrânia (grupo 6) e Rep. Irlanda (grupo 8).

Crónicas Ricardo Araújo Pereira


Desta vez Pinto da Costa tem razão.


É muito raro, e portanto trata-se de um facto que merece ser celebrado: Pinto da Costa tem razão. Nos intervalos de receber árbitros em casa para fornecer aconselhamento matrimonial aos seus paizinhos e de atropelar fotógrafos do JN, Pinto da Costa consegue além disso tirar algum tempo a esta vida preenchida para enriquecer o País com declarações. As declarações costumam ser de dois tipos: ou são declarações de José Régio que chegam ao domínio público em segunda mão, habitualmente em cerimónias especiais, através daquilo que Pinto da Costa julga ser declamar (um castigo que nem os versos de Nel Monteiro mereciam, quanto mais os do pobre Régio), ou são declarações da lavra do próprio Pinto da Costa — que são frequentemente mais poéticas. As últimas, pelo menos, soaram-me a poesia.


No aniversário do Futebol Clube de Infesta, o presidente do Porto tomou a palavra para falar, evidentemente, do Benfica. É o tema que vem mais a propósito, até porque, para dizer a verdade, o Benfica vem sempre a propósito. E foi nessa altura que Pinto da Costa proferiu as palavras a que qualquer pessoa de bom senso, não sendo sectária, deve dar razão: «Ao contrário do que alguns dão a entender, o grande adversário do Porto no campeonato é o Braga, e não o Benfica».
Há muito tempo que venho dizendo o mesmo: é com o Braga que o Porto vai ter de discutir o segundo lugar do campeonato. Com cuidado, porque o Nacional (e até, quem sabe, o Sporting) pode intrometer-se nesse interessante combate, mas sobretudo será uma luta a dois entre o Braga e o Porto. Que isto seja óbvio apenas para mim e para Pinto da Costa é que eu acho estranho. Em abono da verdade, devo dizer que Pinto da Costa percebeu tudo isto primeiro do que eu. Quando, por exemplo, agradeceu Falcao ao Benfica, estava já a planear esta estratégia de confronto com o Braga: recrutar um reforço que estaria bem no banco do Benfica (marca quase tantos golos como o Cardozo!) é o modo ideal de atacar o Braga. Para se superiorizar ao Benfica, teria de contratar um ponta-de-lança que marcasse mais do que o titular do Glorioso, claro.

A aposta de Pinto da Costa no segundo lugar é, portanto, correctíssima, e comprova-se a toda a hora: a notícia segundo a qual o presidente do Porto vendeu mais de 15.000 acções da SAD do Porto indica justamente que o futuro não é tão risonho como nos anos anteriores. É melhor vender tudo enquanto ainda vale alguma coisa e, quem sabe, investir em títulos que valham mais que os do Sporting e Porto juntos. Eu sei de uns que correspondem à descrição, e até tenho alguns. Mas não estou vendedor.

Por Ricardo Araújo Pereira in A Bola, 10 de Outubro 2009

Portugal vence Hungria (3-0) e está a uma vitória do playoff




A selecção portuguesa venceu hoje a Hungria (3-0) e saltou para a segunda posição do grupo 1 de apuramento para o Mundial de 2010, que será disputado na África do Sul. Simão Sabrosa marcou dois golos, Liedson um. Agora, só falta vencer a selecção de Malta, na quarta-feira.

A Dinamarca também "ajudou" vencendo a Suécia po 1-0, garantindo assim o 1º lugar no grupo e o passaporte para o Mundial de África do Sul.

Também Pode Gostar

Blog Widget by LinkWithin